Homepage

  • África arde mais do que a Amazónia
    29 agosto 2019
    arrow
    arrow
  • Ainda que grande parte destes incêndios tenham como origem queimadas e não em ambiente de floresta como na Amazónia.
  • Um pouco por todo o mundo, os olhos estão postos nos muitos incêndios que têm vindo a deflagrar na Amazónia, floresta tropical conhecida como o pulmão do mundo. 

    Porém, a verdade é que outras zonas do globo estão igualmente a contas com chamas e, pelos vistos, em maior número do que tem ocorrido na Amazónia. 

    Quem o diz é a agência noticiosa Bloomberg, através de um artigo recentemente publicado e que dá conta que alguns países em África estão também perante um cenário de devastação provocado pelos incêndios.

    À cabeça surgem imediatamente a República Democrática do Congo e Angola. Zâmbia, África do Sul e Tanzânia são outros dos países mais afectados.

    O já mencionado artigo da Blooomberg, suporta toda a sua narrativa em dados do satélite MODIS (Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer), que é pertença da agência espacial NASA.

    Segundo esses mesmos dados, durante um período de dois dias no decorrer da última semana registaram-se 6902 incêndios em Angola e 3395 incêndios no Congo, enquanto no Brasil deflagraram 2127 incêndios. 

    Os mapas da NASA não permitem certezas quanto ao tipo de incêndios que ocorrem no continente africano, mas desconfia-se que grande parte destes números sejam devido a fogos ateados pelos agricultores, as denominadas queimadas.

    De tal forma que o Ministro da Comunicação Social de Angola, João Melo, já veio a público criticar estes dados.

    "As queimadas em África, incluindo, obviamente, Angola são um problema, que precisa de ser resolvido. Mas confundir fotos de capim a arder na nossa região com incêndios massivos em florestas é brincadeira. E misturar isso com politiquice barata, é pior ainda. Lamentável" disse o ministro na sua conta oficial na rede social Twitter. 

    Importa referir, que segundo dados da NASA, África é vítima de 71% dos fogos globais. Incêndios que, devido às características do clima, ocorrem entre Junho e Setembro, no Sul de África, e entre Novembro e Março, na África Subsariana.

    A maioria destes incêndios, que são essencialmente fogos agrícolas, têm como propósito preparar o solo para a época da colheita. 

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Fogo
  • Amazónia
  • Incêndios
  • Mundo
  • Meio Ambiente
  • Natureza
  • Ecossistema
  • África
  • Angola
  • República Democrática do Congo
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 25
Orcas danificam leme de veleiro ao largo de Sines
outubro 25
Voltou! Ítalo Ferreira esteve a dropar as bombas do Canhão da Nazaré (Vídeo)
outubro 25
Novos campeões nacionais de bodyboard Open vão ser encontrados em Peniche
outubro 25
ASCC apresenta novidades para o circuito Caparica Power 2021/2022
outubro 25
2020 foi ano de pandemia, mas as emissões de gases com efeito de estufa alcançaram níveis recorde
outubro 22
Praia do Dragão Vermelho acolhe etapa única do Nacional de Longboard de 2021
outubro 22
Heat draw definido para a finalíssima do Nacional de Surf Esperanças Sub-18