Homepage

  • Temperaturas nunca subiram tão rapidamente
    26 julho 2019
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redacção
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • A fase mais quente da era moderna corresponde aos últimos 150 anos, momento em que o comportamento humano teve influência directa no escalar da temperatura.
  • O aquecimento global é cada vez mais, infelizmente, uma realidade presente nos nossos dias. Uma situação que coloca o regular funcionamento do planeta Terra em risco bem como deixa dúvidas sobre que planeta deixaremos às próximas gerações. 

    Dentro desta temática, ficamos agora a saber que as temperaturas nunca subiram tão rapidamente nos últimos dois séculos, nem de forma tão global, segundo estudos agora publicados nas revistas 'Nature' e 'Nature Geoscience'.

    A investigação concentrou-se na análise da tendência climática recente do planeta e conclui que 98% da Terra está a sentir o aquecimento global após a Revolução Industrial. Um cenário demonstrativo que o “impacto humano no meio ambiente tem uma consistência espacial inédita no contexto dos últimos dois mil anos”, segundo os autores das pesquisas.

    Foram compilados quase 700 indicadores, como anéis de árvores, gelo, sedimentos lacustres e de corais ou termómetros modernos.

    Rafael Neukom, da Universidade de Berna (Suíça), um dos autores dos estudos, disse que a época atual é diferente de qualquer outra do passado e acrescentou que inicialmente se pensava que ao longo dos últimos dois séculos havia uma coerência global da variabilidade climática, mas que tal não é real.

    “Quando voltamos ao passado encontramos fenómenos regionais, mas nenhum é global”, reforçou Nathan Steiger, da Universidade de Colúmbia (Nova Iorque), um dos autores de um dos estudos.

    As etapas que os cientistas estudaram são a chamada Anomalia Climática Medieval, o período quente medieval (séculos X a XIII), caracterizado por um período extraordinariamente quente, e a Pequena Idade do Gelo (séculos XIV a XIX), a época das temperaturas baixas.

    Os investigadores analisaram dados de temperatura que revelaram que antes do século XX as épocas climáticas não aconteceram ao mesmo tempo em todo o planeta, como se pensava anteriormente.

    Na Pequena Idade do Gelo, entre 1300 e 1850, por exemplo, as temperaturas mais baixas aconteceram durante alguns séculos na Europa e nos Estados Unidos da América, mas não no resto do mundo.

    Em contraste com todos estes períodos, os autores disseram que a fase mais quente, da era moderna, corresponde aos últimos 150 anos. Período em que o planeta Terra experimentou um aquecimento rápido e geral devido à influência humana.

    Esta flutuação climática, alertam os investigadores, está a ser muito maior do que outras ocorridas nos últimos dois mil anos.

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Mundo
  • Ambiente
  • Natureza
  • Temperatura
  • Terra
  • Meteorologia
  • Clima
  • Fonte
    Redacção
pub
similar News
similar
janeiro 23
Surf to Win apresenta equipa oficial para 2020
janeiro 24
Lewis Pugh é o primeiro humano a nadar sob camada de gelo na Antártida
janeiro 24
Gondomar retira das serras 3 toneladas de lixo por semana
janeiro 22
Tempestade Glória provoca ondulação inédita no Mediterrâneo
janeiro 23
Vem aí o Pacto Português para os Plásticos
janeiro 23
O ornitorrinco pode desaparecer devido à ocupação humana
janeiro 24
Austrália enfrenta praga de aranhas mortíferas