Homepage

  • Portugal sofre primeira baixa no Eurosurf de Santa Cruz
    23 julho 2019
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Eurosurf
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Foi um dia pleno de emoções para Portugal no Eurosurf 2019 que decorre até dia 28 em Santa Cruz.
  • Mafalda Lopes tirou a proverbial “fava” no Eurosurf 2019 que está a decorrer em Santa Cruz, Torres Vedras, e tornou-se a primeira baixa da Seleção Nacional. Felizmente para os comandados de David Raimundo, a infelicidade da surfista júnior foi a exceção que confirmou a regra.

    Foi um dia pleno de emoções para Portugal no Eurosurf 2019 que decorre até dia 28 em Santa Cruz (no âmbito do Santa Cruz Ocean Spirit), com a eliminação de Mafalda Lopes na quarta ronda da repescagem mas com toda a equipa a responder às adversidades da jornada e a segurar o estatuto de candidato ao título europeu.

    Os melhores exemplos da reação lusa vieram de Carolina Santos, Francisca Veselko e Miguel Coelho. Carolina tornou-se ontem o primeiro membro da equipa a ter de trilhar o percurso das repescagens neste Eurosurf, mas terminou o dia com a onda mais pontuada (7.75) e o terceiro melhor score total (12.25), ao passo que “Kika” Veselko conseguiu chegar às semifinais da qualificação para ceder, por pouco, às mais experientes Claire Bevilacqua, uma italiana residente na Austrália, e Rachel Presti, a alemã campeã mundial de juniores, de origem norte-americana.

    Face a estes resultados, Carolina Santos e Francisca Veselko, poderão ainda chegar ao título europeu, disputando amanhã as meias-finais das repescagens que dão acesso à final da repescagem e, finalmente, à finalíssima das medalhas.

    “Foi um dia bom para ganhar confiança e acreditar mais no meu surf”, resumiu Carolina Santos, acrescentando:  “É ainda mais competitivo seguir nas repescagens mas acho que tenho condições para lá chegar.”

    Pedro Coelho, por seu turno, passou do inferno ao céu: foi parar às repescagens ao perder na segunda ronda do surf open masculino, mas ganhou de forma fulgurante o seu heat do segundo round das repescagens com um surf de risco e grande espetacularidade.

    Quem não facilitou e seguiu incólume nesta jornada foram Eduardo Fernandes e Pedro Henrique. Os surfistas mais experientes desta Seleção passaram à terceira ronda do percurso de qualificação, com Fernandes a ganhar o seu heat e o ex-campeão nacional Pedro Henrique a seguir em segundo.

    Eduardo Fernandes respirava confiança no final do dia : “Estou super bem. Este é o campeonato em que me sinto melhor, tenho um apoio completamente diferente. Consegui fazer a melhor onda do heat e agora é manter o ritmo para a próxima fase. Sei que se tiver calma e analisar bem o mar vou conseguir fazer uma boa bateria e conseguir chegar ao objetivo que todos desejamos.”

    Também Pedro Henrique partilha da confiança dos seus colegas de Seleção: “Estou contente por ter avançado. O mar mudou muito durante o dia e até durante os heats e tem de se estar bastante atento. Não encontrei grandes ondas mas a estratégia permitiu passar o heat. Em segundo, sim, mas ganhar é na final!”

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • eurosurf 2019
  • Santa Cruz
  • Portugal
  • Mafalda Lopes
  • Fotografia
    Eurosurf
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
agosto 04
Grécia a escaldar: Temperatura na Acrópole atingiu os 55ºC
agosto 04
Baía do Funchal vai receber o Madeira Island SUP Challenge em setembro
agosto 04
Autoridade Marítima Nacional e DGS lançam campanha para um verão em segurança
agosto 04
Fernando Aguerre: 'Penso que o COI ficou satisfeito com a estreia olímpica do surf'
agosto 04
Vasco Ribeiro e Kika Veselko fizeram história na Allianz Triple Crown
agosto 04
Japonesas levam ouro e prata, Sky Brown fica com o bronze
agosto 04
MEO e Vissla vão dar nome à etapa portuguesa das Challenger Series