Homepage

  • Mais de 10 toneladas de lixo todos os anos na costa açoriana
    22 maio 2019
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Gui Menezes falou aos jornalistas na Praia de Porto Pim, na ilha do Faial, uma das praias da região que mais lixo acumula, devido à sua localização, virada a sul.
  • A poluição é um problema cada vez maior para o planeta e já se tornou alarmante à escala global. Ninguém nem nada parece escapar ao lixo que se encontra espalhado no planeta, nem mesmo os Açores, um dos diamantes do Atlântico, onde anualmente são retiradas cerca de 12 toneladas de lixo marinho da orla costeira.  

    Estes dados foram divulgados na segunda-feira por Gui Menezes, secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia do Governo açoriano, no âmbito de uma campanha designada "lixo zero", que vai decorrer em todo o arquipélago para alertar a população para o problema.

    “As estatísticas que temos indicam que, todos os anos, se limpam entre 10 a 12 toneladas de lixo nas orlas costeiras dos Açores”, explicou o governante, lembrando que a própria sociedade civil açoriana está cada vez mais desperta para este problema e tem-se mobilizado para fazer campanhas de limpeza da orla costeira.

    Gui Menezes falava aos jornalistas na Praia de Porto Pim, na ilha do Faial, uma das praias da região que mais lixo acumula, devido à sua localização, virada a sul, aparentemente mais exposta às correntes marinhas. “É uma baía mais confinada e, infelizmente, acumulam-se aqui muitos plásticos, de pequenas dimensões”, recordou o secretário regional do Mar, acrescentando que, por essa razão, Porto Pim é também “uma das praias mais monitorizadas" da região”.

    “O plástico nos Açores aparece em todos os ecossistemas marinhos, tanto em profundidade como na superfície, nas praias e nas zonas balneares”, lembrou Gui Menezes, acrescentando que, por essa razão, estão também a decorrer vários trabalhos e projetos científicos ligados a esta temática.

    O secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia recordou os dados recolhidos, por exemplo, no âmbito da campanha "SOS Cagarro", uma ave protegida na região, que indicam que “90% dos juvenis que foram analisados” em laboratório, depois de terem sido encontrados mortos, “tinham lixo no seu estômago”. “Isto é muito preocupante”, vincou.

    A campanha "lixo zero" está integrada numa outra campanha de sensibilização ambiental mais vasta, denominada "Entre Mares", que prevê iniciativas de sensibilização ambiental, destinadas às escolas e ao público em geral, e ainda um concurso de trabalhos artísticos, em diversas áreas, relacionados com a problemática da conservação dos oceanos.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Gui Menezes
  • Açores
  • lixo
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
junho 24
Europa enfrenta onda de calor
junho 24
Chuva continua até quarta-feira
junho 24
Capitania do Funchal emite alerta de má visibilidade
junho 24
Açores permanecem no calendário da Cliff Diving World Series
junho 24
Cliff Diving Series: Campeões dominam nos Açores
junho 24
Ângela Fernandes é campeã nacional de Maratona Águas Paradas
junho 23
Miguel Blanco e Teresa Bonvalot conquistam o Allianz Algarve Pro