Homepage

  • O plano norueguês para reciclar 97% das garrafas plásticas usadas
    13 março 2019
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • A percentagem de garrafas de plástico que acabam no meio-ambiente está abaixo de 1 por cento.
  • A Noruega é um dos países mais desenvolvidos do Mundo. E isso nota-se em vários aspetos da sociedade. Um desses exemplos vem na forma como reciclam os plásticos usados no dia-a-dia. Como assim? Os noruegueses têm um plano que permite reciclar 97 por cento das garrafas de plástico usadas no país.

    A percentagem de garrafas de plástico que acabam no meio-ambiente está abaixo de 1 por cento. Algo único em todo o Mundo. A juntar a isso, 92 por cento das garrafas recicladas produzem material de alta qualidade e podem ser utilizadas novamente como embalagens de bebidas. O mesmo material pode chegar a ser reutilizado 50 vezes.

    Parece um plano genial. Através de uma organização chamada Infinitum, a Noruega criou uma das formas mais eficientes e ambientalmente corretas de reciclar garrafas plásticas. Este é um feito notável, especialmente considerando que o resto do mundo está totalmente no sentido inverso: em todo o globo, 91 por cento do plástico produzido não é reciclado e 8 milhões de toneladas acabam no oceano anualmente.

    O modelo da Noruega é baseado em um esquema de empréstimos: quando um consumidor compra uma garrafa de plástico, é cobrada uma pequena taxa adicional. Essa taxa pode depois ser resgatada de várias maneiras: os consumidores podem levar a garrafa a uma “máquina de retorno automática”, que devolve dinheiro depois de ler o código de barras da embalagem depositada; ou podem devolvê-la a várias pequenas lojas e postos de gasolina em troca de dinheiro ou crédito.

    Os donos de lojas também recebem uma pequena taxa por cada garrafa que reciclam e alguns argumentam que isso melhorou o negócio. “Queremos chegar ao ponto em que as pessoas percebam que estão a comprar o produto, mas apenas levam a embalagem emprestada”, disse Kjell Olav Maldum, diretor executivo da Infinitum, ao jornal britânico “The Guardian”.

    Além de tudo isto, a Noruega criou ainda uma taxa ambiental para os produtores de plástico. No entanto, se a reciclagem estiver acima de 95 por cento em todo o país, então todos os produtores ficam isentos do imposto. Pode parecer uma meta difícil de atingir, mas a verdade é que foi alcançada nos últimos sete anos.

    Este é um exemplo importante, numa altura em que o plástico é uma enorme ameaça para os oceanos e começa a chegar cada vez em maior número a muitas praias espalhadas pelo planeta.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

Tags
  • Reciclagem
  • Noruega
  • Plástico
  • Garrafas
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
março 21
Turismo de Portugal cria campanha para contrariar “Brexit”
março 20
Kai Lenny vira morcego com novo fato aerodinâmico
março 21
Afundou-se o navio com 2 mil carros e toneladas de petróleo
março 18
CSN recebeu e premiou os melhores surfistas da região Norte
março 20
Capital da Onda recebeu a 2a etapa do Circuito de Surf do Centro 2019
março 20
Golfinhos mortos e empilhados na costa francesa
março 20
Astrolábio português é o mais antigo do Mundo