Homepage

  • Tempestade Helena causa centenas de ocorrências
    01 fevereiro 2019
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Nas principais zonas costeiras, destaque para o facto de o mar ter avançado e destruído as dunas da Praia de Mira. Na Nazaré a água também chegou a terra, tal como em outros pontos.
  • O aviso foi dado e a tempestade Helena causou mesmo vários estragos um pouco por toda a costa portuguesa. Houve registo de chuva forte, trovoadas, queda de granizo e vento muito forte, que acabou por causar vários acontecimentos como árvores caídas, estradas cortadas, deslizamentos de terras, a destruição das dunas na Praia de Mira e até mesmo a destruição de uma bomba de gasolina em Ermesinde.

    O IPMA tinha lançado o alerta vermelho para o período entre as 12 e as 21 horas desta sexta-feira, mas os estragos começaram mais cedo, sobretudo devido ao vento fortíssimo que varreu a costa, sobretudo no Centro e Norte. Entre a meia-noite e as 13h30, a Proteção Civil registou 382 ocorrências relacionadas com "meteorologia adversa", que mobilizaram 1.239 operacionais e 486 veículos. Às 16 horas o número de ocorrências já ascendia às 800.

     

    Mar destrói dunas na Praia de Mira

    Nas principais zonas costeiras, destaque para o facto de o mar ter avançado e destruído as dunas da Praia de Mira. Na Nazaré a água também chegou a terra, tal como em outros pontos, sobretudo por volta da hora de almoço, uma vez que a maré cheia aconteceu perto das 13 horas. Em Peniche, por exemplo, a estrada Marginal Norte, que liga o centro da cidade ao Cabo Carvoeiro, foi cortada ao trânsito, devido à agitação marítima, informaram os bombeiros locais. 

    Outro dos incidentes registados foi o deslizamento de terras na Tapada da Mercês, em Sintra, que ocorreu de madrugada. Já em Alfragide, por exemplo, uma estrutura de obras caiu para a estrada junto ao IKEA. Mas pior aconteceu mesmo em Esposende, onde o temporal arrasou o posto de abastecimento de combustíveis da Repsol, com pelo menos dois carros a serem atingidos pela queda de uma estrutura metálica.

    Queda de granizo na Marinha Grande

    Curiosamente, o distrito de Santarém, que nem é costeiro, foi dos mais afetados pelo vento. “Temos dezenas de ocorrências em quase todos os 21 municípios do distrito de Santarém, sendo que a queda de árvores atingiu duas viaturas em Abrantes, um poste de eletricidade caiu em cima de uma viatura em Samora Correia e a parte superior de uma estrutura de um edifício levantou em Benavente com a força do vento, não havendo feridos a registar”, disse à Lusa fonte oficial do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém.

    Queda de Neve no distrito Viseu

    No norte do país, foi a neve a marcar presença em massa. Foram várias as localidades que ficaram totalmente cobertas de branco. São vários os vídeos a circular na net que registaram o momento.

Tags
  • Helena
  • Tempestade
  • Peniche
  • Neve
  • Mar
  • Granizo
  • Vento
  • Chuva
  • Nazaré
  • Praia de Mira
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
abril 01
Coronavírus lança o caos na indústria de surf
março 31
Kelly Slater aproveita isolamento para cantar (Vídeo)
março 31
Campeão mundial espanhol de surf adaptado está infetado com coronavírus
março 31
Em quarentena, campeã olímpica treina em piscina insuflável (Vídeo)
março 31
Escola de Surf da Figueira contorna quarentena com aulas online
março 30
Erupção do vulcão Merapi lança cinzas a 5 mil metros de altura
março 31
ISA World Surfing Games adiados por tempo indeterminado