Homepage

  • Tempestade Helena causa centenas de ocorrências
    01 fevereiro 2019
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Nas principais zonas costeiras, destaque para o facto de o mar ter avançado e destruído as dunas da Praia de Mira. Na Nazaré a água também chegou a terra, tal como em outros pontos.
  • O aviso foi dado e a tempestade Helena causou mesmo vários estragos um pouco por toda a costa portuguesa. Houve registo de chuva forte, trovoadas, queda de granizo e vento muito forte, que acabou por causar vários acontecimentos como árvores caídas, estradas cortadas, deslizamentos de terras, a destruição das dunas na Praia de Mira e até mesmo a destruição de uma bomba de gasolina em Ermesinde.

    O IPMA tinha lançado o alerta vermelho para o período entre as 12 e as 21 horas desta sexta-feira, mas os estragos começaram mais cedo, sobretudo devido ao vento fortíssimo que varreu a costa, sobretudo no Centro e Norte. Entre a meia-noite e as 13h30, a Proteção Civil registou 382 ocorrências relacionadas com "meteorologia adversa", que mobilizaram 1.239 operacionais e 486 veículos. Às 16 horas o número de ocorrências já ascendia às 800.

     

    Mar destrói dunas na Praia de Mira

    Nas principais zonas costeiras, destaque para o facto de o mar ter avançado e destruído as dunas da Praia de Mira. Na Nazaré a água também chegou a terra, tal como em outros pontos, sobretudo por volta da hora de almoço, uma vez que a maré cheia aconteceu perto das 13 horas. Em Peniche, por exemplo, a estrada Marginal Norte, que liga o centro da cidade ao Cabo Carvoeiro, foi cortada ao trânsito, devido à agitação marítima, informaram os bombeiros locais. 

    Outro dos incidentes registados foi o deslizamento de terras na Tapada da Mercês, em Sintra, que ocorreu de madrugada. Já em Alfragide, por exemplo, uma estrutura de obras caiu para a estrada junto ao IKEA. Mas pior aconteceu mesmo em Esposende, onde o temporal arrasou o posto de abastecimento de combustíveis da Repsol, com pelo menos dois carros a serem atingidos pela queda de uma estrutura metálica.

    Queda de granizo na Marinha Grande

    Curiosamente, o distrito de Santarém, que nem é costeiro, foi dos mais afetados pelo vento. “Temos dezenas de ocorrências em quase todos os 21 municípios do distrito de Santarém, sendo que a queda de árvores atingiu duas viaturas em Abrantes, um poste de eletricidade caiu em cima de uma viatura em Samora Correia e a parte superior de uma estrutura de um edifício levantou em Benavente com a força do vento, não havendo feridos a registar”, disse à Lusa fonte oficial do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém.

    Queda de Neve no distrito Viseu

    No norte do país, foi a neve a marcar presença em massa. Foram várias as localidades que ficaram totalmente cobertas de branco. São vários os vídeos a circular na net que registaram o momento.

Tags
  • Helena
  • Tempestade
  • Peniche
  • Neve
  • Mar
  • Granizo
  • Vento
  • Chuva
  • Nazaré
  • Praia de Mira
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
novembro 11
Nova ondulação grande deverá chegar à Nazaré esta semana
novembro 11
Big riders portugueses deram show em ilha Pancha
novembro 11
Praias do nordeste brasileiro já começaram a ser reabertas
novembro 11
Nova Gales do Sul em estado de emergência devido aos incêndios
novembro 11
Occy abre o jogo sobre droga, álcool e os 110 kg que chegou a ter
novembro 11
São Martinho cinzento e sem o famoso 'verão'
novembro 08
Diminuiu a reciclagem das embalagens de plástico em Portugal