Homepage

  • Pingo Doce muda para cotonetes de papel, reduzindo plástico em 25 mil quilos
    11 fevereiro 2019
    arrow
    arrow
  • O novo produto já está nas lojas e pretende contribuir para a redução da poluição marítima, explica a cadeia de supermercados.
  • É mais um passo na luta contra os plásticos e por um ambiente mais saudável. Conforme adiantado pelo site NIT, uma das principais cadeias de supermercados em Portugal, o Pingo Doce, anunciou que vai deixou de comercializar cotonetes em plástico. Estes foram substituídos por cotonetes de bastão em papel, o que  vai reduzir em cerca de 25 mil quilos, por ano, a utilização de plástico da marca.

    A cadeia explica que o novo produto, que já está à venda nas lojas, pretende contribuir para a redução da poluição marítima. Mais precisamente, a iniciativa insere-se  na estratégia de responsabilidade social do Pingo Doce, neste caso do programa ‘Amar o Mar’, com várias iniciativas em prol da preservação dos oceanos.

    Em janeiro, e também inserida neste programa, o Pingo Doce iniciou a substituição, em várias lojas, dos sacos de plástico vendidos para o transporte das compras por um saco feito com, pelo menos, 80% de plástico reciclado.

    Além da redução direta do uso de plásticos não recicláveis, com estas medidas a marca pretende sensibilizar os clientes para a importância da separação e reutilização dos produtos do dia a dia.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • pingo doce
  • cotonetes
  • plastico
  • Banir plasticos
  • cotonetes de papel
  • Poluição
  • Poluição marinha
pub
similar News
similar
março 30
Jogos Olímpicos de Tóquio'2020 já têm nova data
março 30
Camada de ozono acima da Antártida está a recuperar e já travou mudanças preocupantes
março 30
Erupção do vulcão Merapi lança cinzas a 5 mil metros de altura (Vídeo)
março 30
COI mantém qualificação de Tóquio’2020 para 2021
março 30
Clube de Surf de Faro lança Surf & Fitness em Casa
março 30
Empresários de Cascais lançam iniciativa que pode ajudar as escolas de surf
março 30
Municípios de Albufeira e Loulé condicionam acesso às praias