Homepage

  • Vem ajudar a remover esta rede da Praia do Abano
    12 fevereiro 2019
    arrow
    arrow
  • No seu ultimo post Miguel Lacerda apela a que alguns voluntários se juntem a ele este fim de semana para ajudar a retirar esta rede da Praia do Abano!
  • O velejador Miguel Lacerda é presença assidua nas praias de Cascais onde de forma incansável ao longo do ano, faça chuva ou faça sol recolhe toneladas de lixo maritimo que vem dar à nossa costa litoral.

    No seu ultimo post Miguel Lacerda apela a que alguns voluntários se juntem a ele este fim de semana para ajudar a retirar este monstro (rede de pesca):

    Estivemos à conversa com o Miguel, que nos disse o seguinte:

    "Quem quiser ajudar nesta missão, muita atenção, será para descer uma escarpa com 20 metros de altura, com piso muito escorregadio e com rochas acidentadas. O ponto de encontro será no sábado de manhã na Praia do Abano por volta das 9h30."

    O velejador não se responsabiliza por qualquer acidente e recomenda a utilização de calçado apropriado, como botas de montanhismo.

    O fundo do mar está minado de redes perdidas. Redes que continuam a ser armadilhas para inúmeras espécies de organismos marinhos, mas também para os mergulhadores, vamos ajudar a retirar esta!

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • redes de pesca
  • abano
  • praia do abano
  • cascais
  • Miguel Lacerda
  • redes
  • plastico
  • Portugal
pub
similar News
similar
agosto 23
Buondi, uma marca com o ADN do surf
agosto 23
Fim de semana quente, mas com ligeira descida da temperatura
agosto 23
FPS lança maior campanha de ação ambiental já feita em Portugal
agosto 23
Maré de algas invade praias do Algarve
agosto 23
Wakeboard e Ski Náutico animam Montargil
agosto 23
Terra tremeu em Setúbal esta manhã
agosto 22
O microplástico já chegou ao Ártico