Homepage

  • Ministérios do Mar e Economia protegem petrolífera?
    14 março 2018
    arrow
    arrow
  • A questão foi levantada pela PALP., a Plataforma que engloba várias associações e municípios algarvios.
  • A questão foi levantada pela PALP. A Plataforma que engloba várias associações e municípios algarvios, alerta estarmos perante dois cenários possíveis: "ou a ENI está a mentir ou os Ministérios tomaram uma decisão, ocultando-a.

    Qualquer um deles é de extrema gravidade."

    De lembrar que a petrolífera ENI está acusada de corrupção directa no Cazaquistão, no Iraque, na Nigéria, no Uganda, na Líbia, no Gana, no Líbano, assim como é alvo de repetidas denúncias de descargas ilegais, até no seu país, a própria Itália.

    Em comunicado enviado pela PALP, pode-se ler que: "Está aberta até ao dia 16 de Abril a Consulta Pública promovida pela Agência Portuguesa do Ambiente, para fins de decisão sobre a sujeição ou não a Avaliação de Impacto Ambiental da sondagem/ do furo no mar em frente a Aljezur.

    Os elementos da PALP têm consultado documentos para participar nessa consulta de forma fundamentada.

    Ao analisar o documento em que a ENI solicita a prorrogação do prazo de prospecção dos contratos “Santola”, “Lavagante” e “Gamba” (documento que chegou ao nosso conhecimento há poucos dias e que anexamos) deparámo-nos com a afirmação, por parte daquela empresa, de que os Ministérios do Mar e da Economia terão decidido conjuntamente emitir uma Resolução Fundamentada, para anular a eficácia da Providência Cautelar interposta pela PALP, permitindo a continuação de trabalhos preparatórios por parte das concessionárias. Num outro documento, Elementos para apreciação prévia e decisão de sujeição a AIA, (ver documento em http://participa.pt/consulta.jsp?loadP=2160), ENI informa que "(...)   a Campanha de Monitorização Offshore foi executada entre agosto e setembro de 2017. O objetivo da campanha foi caracterizar o ecossistema marinho e avaliar a presença/ausência de ecossistemas marinhos vulneráveis, de acordo com as indicações da licença TUPEM. (...)" - esta actividade configura uma ilegalidade numa situação de existência de Providência Cautelar Administrativa.

    Estas informações e os documentos comprovativos da decisão ministerial não chegaram ao conhecimento do Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé, nem tão pouco nos foram comunicados pelos ministérios envolvidos, ou pela própria concessionária Eni.

    A decisão dos Ministérios poderá ou não existir, pelo que estes deverão esclarecer a situação, apresentando documentos e provas, o que já lhes solicitamos.

    Estamos perante dois cenários possíveis: ou a ENI não escreve a verdade ou os Ministérios tomaram aquela decisão, ocultando-a. Qualquer um deles é de extrema gravidade.

    Caso esta informação seja verdadeira, os factos poderão ter sido ocultados porque assim impediam a reacção judicial da PALP em tribunal, impediam igualmente a sua divulgação ao público em geral e favoreciam a ENI.

    A PALP  quer este assunto rapidamente esclarecido e está a agir em função disso. Divulgaremos mais informações quando as possuirmos."

     

    Fiquem atentos e participem aqui

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fotomontagem: Beachcam

    Foto: Rota Vicentina

Tags
  • Agência Portuguesa do Ambiente
  • apa
  • consulta pública
  • Petróleo
  • Exploração
  • hidrocarbonetos
  • Sustentabilidade
  • Algarve
  • alentejo
  • aljezur
  • furo
  • Alterações climáticas
  • sondagem
  • palp
  • Plataforma Algarve Livre de Petróleo
  • março
  • abril
  • eni
  • galp
  • crime ambiental
  • Ministério do Mar
  • Ministério da Economia
pub
similar News
similar
setembro 19
Liga MEO Surf: Título nacional masculino decide-se no Cascais Pro
setembro 20
Bodyboard: Título mundial Júnior decide-se em Viana do Castelo
setembro 21
Bodyboard: Armide Soliveres assina onda de 10 pontos no Pro Junior de Viana
setembro 20
ISEP acaba com venda de garrafas de água de plástico
setembro 20
Shaper Matt Biolos na 58 Surf Shop
setembro 13
Fundador da Chilli Surfboards, James Cheal, visita Portugal
setembro 20
Milhares de alunos em greve pelo clima