Homepage

  • Cinco surfistas levam a bandeira Nacional no Caparica Pro!
    27 março 2018
    arrow
    arrow
  • Na prova masculina, o jovem local da Caparica, Afonso Antunes, de 14 anos, é destaque!
  • Num dia em que o sol apareceu, finalmente, no Caparica Primavera Surf Fest, a armada portuguesa no Caparica Pro, etapa do circuito de qualificação mundial de surf (QS), ficou reduzida a cinco surfistas, agora na entrada da fase decisiva da competição, os quartos de final.

    Na prova masculina, o jovem local da Caparica, Afonso Antunes, de 14 anos, é destaque, conseguindo, além de uma posição nos quartos de final do QS, um lugar na ronda do quarto do projunior europeu.

    “Tenho conseguido mostrar o meu surf e avançar nas baterias. Estou a superar as minhas expectativas, especialmente no QS, onde não esperava chegar tão longe. Agora é continuar focado, sempre com o mesmo espírito e ir o mais longe possível.”

    Refira-se que este resultado de Afonso Antunes, filho do antigo tricampeão nacional João Antunes, acaba por não surpreender já que é, desde há alguns anos, apontado como uma das grandes esperanças do surf nacional.

    Também já nos quartos-de-final, está o surfista dos Açores, Jácome Correia. Com 19 anos, Jácome tem investido na sua carreira internacional, sendo esta a quarta etapa do QS em que compete este ano.

    Os dois portugueses terão pela frente na corrida ao título, o campeão do ano passado, Gony Zubizarreta, surfista espanhol que vive e treina em Portugal e tenta, este ano, a qualificação para o World Tour.

    “Sim, estou a tentar repetir a vitória do ano passado. E as ondas estão boas, direitas divertidas e até já consegui fazer um nove na última bateria”, considerou o surfista espanhol, acrescentando a propósito das suas metas para este ano: “O objectivo é a qualificação para o World Tour e para isso vou fazer alguns capeonatos do QS na Europa e alguns ‘primes’, na África do Sul, EUA e, finalmente Havai. Antigamente fazia demasiados campeonatos, agora quero fazer menos provas, com mais critério. E penso que é o melhor caminho para ter sucesso.

     

    Carol Henrique procura desforra do ano passado

    Carol Henrique também já carimbou o passaporte para os quartos de final. A campeã nacional de surf procura a desforra da edição de 2017, na qual ficou em segundo lugar, atrás da francesa Justine Dupont, que também já garantiu presença nesta fase do torneio.

    “É muito bom ter um campeonato para competir em casa, e na Costa, onde treino muitas vezes, em vez de ter de ir ao estrangeiro. Claro que tenho muitas expectativas, mas quero manter a cabeça no lugar e concentrar-me num heat de cada vez, numa onda de cada vez”, comentou Carol Henrique.

    Camila Kemp, outra das referências femininas do surf nacional, também estará na luta por um bom resultado, e embora diga que não coloca pressão em si própria, assume que o sonho é mesmo a qualificação para o Word Tour feminino:

    “Um bom resultado na Caparica seria importante pois é um dos primeiros campeonatos da época e o QS é o meu grande objectivo e a qualificação para o World Tour é  o sonho. Obviamente, isso passa por somar pontos em campeonatos de 3000 e 6000 pontos, mas é bom ter um campeonato em casa, diante dos meus amigos e família. Seria uma boa rampa de lançamento para o restante da temporada.”

    A terceira portuguesa nos quartos é a local da Caparica Inês Bispo. Um bom resultado para uma surfista muito jovem, de apenas 19 anos, mas que poderá aproveitar o seu conhecimento privilegiado das condições da Costa da Caparica para uma potencial surpresa. Uma tarefa complicada, na medida em que terá pela frente no seu heat a campeã em título do evento, a francesa Justine Dupont.

    Amanhã ...“Game On”

    O “MattagameOn” powered by Didier Piter Surf Coaching é um dos eventos paralelos mais aliciantes do  Caparica Primavera Surf Fest 2018 e arranca amanhã.

    Alguns dos melhores surfistas sub-13 de oito países (Inglaterra, França, Alemanha, Irlanda, Itália, Holanda, Portugal e espanha) e uma região (Canárias) da Europa  marcam presença nesta prova criada pelo conceituado shaper da Caparica, Matta.

    Um evento que conta com a estreita colaboração do treinador francês Didier Piter e que vai apoiar os surfistas durante uma competição que tem uma fortíssima componente de formação, consubstanciada também na colaboração do chefe de juízes da prova que ensinará aos jovens surfistas os critérios de julgamente em contexto competitivo.

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Carol Henrique
  • surf
  • Caparica Pro
  • World Surf League
  • Qualifying Series
  • Costa de Caparica
  • almada
  • matta game on
  • Afonso Antunes
pub
similar News
similar
outubro 22
Manuel Gameiro, do Ribatejo para o topo do surf nacional
outubro 21
Salvamentos aumentaram nas praias portuguesas na época balnear de 2020
outubro 22
Cerca de 1 milhão de toneladas de equipamentos de pesca chega aos oceanos anualmente
outubro 22
BV2, o novo modelo da Chilli Surfboards já está disponível em Portugal
outubro 22
Surfista preso em zona de falésia é resgatado em Aljezur
outubro 22
Bernardo Jerónimo avança mais uma ronda no Frontón King 2020
outubro 22
Bom Petisco Cascais Pro alimentado a 60% com energia solar
pub