Homepage

  • Nazaré quase lhe roubou a vida, mas agora é a sua casa
    27 dezembro 2018
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • A surfista está atenta à explosão do turismo na Nazaré e deixa um alerta, porque deseja que a vila não perca a alma especial que possui.
  • Corria o ano de 2013 quando uma super sessão de ondas gigantes na Nazaré ganhou honras de telejornal, devido a um acidente que quase roubou a vida à big rider brasileira Maya Gabeira. Cerca de 5 anos depois do susto e de todo um processo de recuperação, Maya é agora recordista mundial do Guinness, com uma onda surfada ali mesmo, na Praia do Norte. Um local que quase a matou, mas que adotou como casa.

    Durante os últimos meses, com o foco do surf mundial apontado para o Havai, Maya tem andado pela Nazaré, onde aluga um apartamento nos meses de inverno – no verão vive na casa que possui na Ericeira. Portugal é já a “casa” da famosa surfista brasileira, que se apaixonou pelo nosso país e nunca mais quis sair.

    “Já morei no Havai e em Los Angeles durante muitos anos, mas agora Portugal é a minha casa”, confidenciou Maya, de 31 anos, numa entrevista publicada esta quinta-feira pelo Jornal Público. “Todo o surfista prefere surfar sem muitas pessoas ao lado. E eu sempre gostei de um estilo de vida mais pacato. A Nazaré se encaixa bem com o meu espírito”, explicou.

    Mas nem só de ondas e mar se fazem as preocupações diárias de Maya Gabeira. A surfista está atenta à explosão do turismo na Nazaré, semelhante ao que se passa em toda a costa portuguesa, e deixa um alerta em relação ao futuro. Isto porque deseja que a vila não perca a alma especial que possui.

    “Espero que nunca percam [a sua vila], porque tem charme e muita cultura. A pesca é muito forte aqui e eu quero que os nazarenos sempre ocupem este espaço central na cidade e no seu estilo de vida”, referiu Maya Gabeira, sobre o recente aumento de rendes que se tem verificado no centro da Nazaré, justificada pelo aumento de turismo na terra.

    No início deste ano, mais concretamente a 18 de janeiro, Maya espantou todos os fantasmas e surfou uma onda de mais de 20 metros na Praia do Norte. Após muita luta, meses mais tarde, a onda foi registada pelo Guinness World Records como a maior de sempre surfada por uma mulher. “Surfar a onda foi muito mais difícil, porque foram anos de treino e obstáculos. Mas garantir que ela fosse homologada foi uma grande burocracia”, garantiu.

    O estilo de vida pacato, que ainda permite que pare o carro em qualquer lugar na vila, tem dado a Maya Gabeira tempo para pensar no futuro. E a big rider brasileira admitiu que sabe bem o que quer fazer quando deixar a carreira de surfista de ondas grandes. “Nunca sei muito do futuro, mas espero surfar por alguns anos ao mais alto nível, em ondas gigantes. Depois quero muito velejar e conhecer o mundo dessa forma”, concluiu Maya.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fonte: Público

Tags
  • Maya Gabeira
  • nazaré
  • praia do norte
  • Portugal
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
julho 14
Estrelas da atualidade podem sonhar com recorde de Slater? Matemática diz que não…
julho 13
Escolha mais rápida valeu primeiro prémio na Fantasy do Allianz Ericeira Pro
julho 14
Câmara de Cascais inaugura ecoponto marítimo e aposta na economia circular azul
julho 14
Porque razão os avistamentos de golfinhos têm sido frequentes no Tejo?
julho 14
Alunos do Politécnico de Leiria prestam auxílio nas praias do concelho de Alcobaça
julho 14
Máscaras e luvas estão a poluir sete grandes rios europeus
julho 14
Corais vermelhos da costa portuguesa vão ter proteção ambiental
pub