Homepage

  • O cetáceo de 9,5 metros foi encontrado junto à ilha de Kapota, parte do Parque Nacional de Wakatobi, a sudeste de Celebes, na Indónesia. O espécime que foi encontrado morto com uma quantidade anormal de plástico dentro do estômago, está a alarmar os biólogos
  • Uma baleia morta foi encontrada ao largo de Wakatobi, no sudeste da Indonésia, com cerca de seis quilos de plástico no estômago. A descoberta chocante é um alerta gritante para a quantidade deste material que se encontra nos oceanos.

    No interior do estômago da baleia, que tinha quase dez metros, foram encontrados 115 copos, 4 garrafas, 25 sacos, um par de chinelos e mais de 1000 outros pedaços de plástico não identificados, o que provocou uma reação imediata da parte de biólogos marinhos, ambientalistas e outros ativistas pela preservação da vida marinha na Indonésia, o segundo maior utilizador de plástico do mundo, logo depois da China.

    “Apesar de não termos conseguido determinar a causa da morte, os factos que conhecemos já são horríveis o suficiente”, disse ao diário britânico “The Guardian” Dwi Suprapti, bióloga marinha do World Wildlife Fund (WWF) especializada em conservação das espécies.

    Por cá o problema da poluição nos oceanos já atinge proporções preocupantes, como se pode ver neste artigo sobre Cascais (clica aqui).

    O ministro dos Assuntos do Mar, Luhut Binsar Pandjaitan, que já participou em várias várias campanhas pela redução do plástico apelidando-o de “inimigo comum” dos indonésios, disse-se “mesmo muito triste” com a notícia e espera que “esta descoberta possa ajudar o público a entender a necessidade de redução do uso do plástico”.

    Instalação do grupo Greenpeace Filipinas para alertar para o problema do plástico.

    Cinco nações asiáticas (China, Indonésia, Filipinas, Vietname e Tailândia) são responsáveis por 60% dos resíduos plásticos que poluem os oceanos, revelou um relatório de 2015 da organização ambientalista Ocean Conservancy e do McKinsey Center for Business and Environment.
    A Indonésia, segunda maior poluidora a seguir à China, prometeu investir mil milhões de dólares por ano para reduzir em 70% os detritos de plástico nos mares até 2025.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Foto - AFP

    Fontes - Expresso e DN

Tags
  • Baleia
  • plastico
  • Banir plasticos
  • baleia morta
  • indonesia
  • Poluição
  • Poluição marinha
pub
similar News
similar
janeiro 23
Surf to Win apresenta equipa oficial para 2020
janeiro 24
Lewis Pugh é o primeiro humano a nadar sob camada de gelo na Antártida
janeiro 24
Gondomar retira das serras 3 toneladas de lixo por semana
janeiro 22
Tempestade Glória provoca ondulação inédita no Mediterrâneo
janeiro 23
Vem aí o Pacto Português para os Plásticos
janeiro 23
O ornitorrinco pode desaparecer devido à ocupação humana
janeiro 24
Austrália enfrenta praga de aranhas mortíferas