Homepage

  • Europa proíbe venda de determinados plásticos
    25 outubro 2018
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Segundo a proposta, os Estados-membros devem elaborar planos nacionais que descrevam as medidas adotadas.
  • O Parlamento Europeu aprovou na quarta-feira a proposta de lei que visa reduzir a comercialização de plástico, proibindo mesmo a venda de determinados produtos. Esta é uma medida tomada pelos eurodeputados para tentar reduzir o impacto do lixo plástico no ambiente e na saúde humana.

    A proposta, aprovada esta quarta-feira no Parlamento Europeu por 571 votos a favor, 53 contra e 34 abstenções, preconiza a proibição da venda de pratos, talheres, cotonetes, palhinhas, agitadores para bebidas e varas para balões, e também de produtos de plásticos oxodegradável e recipientes para alimentos e bebidas de poliestireno expandido.

    Mas as medidas não ficam por aqui. Em relação a outros produtos de plástico de utilização única, “os Estados-Membros devem tomar as medidas necessárias para obter uma redução ambiciosa e sustentada de pelo menos 25 por cento até 2025”, estipula o texto aprovado pelos eurodeputados. Nesta categoria incluem-se caixas para hambúrgueres, sanduíches e saladas, bem como recipientes para frutos, legumes, sobremesas ou gelados.

    Segundo a proposta, os Estados-membros devem elaborar planos nacionais que descrevam as medidas adotadas, “incentivando a utilização de produtos que se adequem a múltiplas utilizações e que possam ser preparados para reutilização e reciclados”. Os 28 países terão ainda de assegurar a recolha seletiva e a subsequente reciclagem de pelo menos 90 por cento das garrafas de plástico descartáveis até 2025, segundo as novas regras.

    Os objetivos de redução serão também aplicáveis ao tabaco, sobretudo aos filtros que contêm plástico, com os eurodeputados a pretenderem que estes sejam reduzidos em 50 por cento até 2025 e em 80 por cento até 2030. As artes de pesca que contêm plástico são também alvo das novas medidas, com os Estados-membros a terem de assegurar que, no mínimo, 50 por cento deste material é recolhido anualmente.

    No entanto, a posição do Parlamento Europeu terá de ser ainda negociada o Conselho da União Europeia, onde estão representados os governos nacionais, com vista a alcançar um acordo sobre a legislação final.

    Só a União Europeia produz cerca de 25 milhões de toneladas de resíduos plásticos por ano e apenas 30 por cento são reciclados. Perante estes números, era cada vez mais urgente agir e tomar medidas para tentar combater a poluição de plástico no planeta.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Poluição
  • Plástico
  • União Europeia
  • Ambiente
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
dezembro 08
Antecipado o aviso laranja para três distritos por causa do mau tempo
dezembro 09
Tomás Freitas termina estreia no Mundial ISA de Surf Adaptado
dezembro 09
Final de Marta Paço no Mundial ISA de Surf Adaptado 2022 é esta sexta-feira
dezembro 07
Campeões nacionais de bodyboard Sub-12 e Sub-16 coroados na Praia da Rocha
dezembro 07
Four Oceans 2022 realiza-se este fim de semana
dezembro 07
Libertados milhares de sargos na Ria Formosa
dezembro 08
Em 24 horas, choveu em Lisboa dois terços do que é normal em todo o mês de dezembro