Homepage

  • Chamas levaram o terror até ao Guincho
    08 outubro 2018
    arrow
    arrow
Tags
  • Fotografia
    Filipe Jervis Instagram
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Além dos inúmeros estragos materiais e paisagísticos, incêndio obrigou à retirada de cerca de 50 pessoas de diversas localidades, causando ainda um total de 21 feridos.
  • Foi um fim-de-semana trágico para o concelho de Sintra e Cascais, graças aos malditos incêndios que regressaram ao país. O calor e vento que se fizeram sentir no passado sábado foram terreno fértil para as chamas e no passado sábado a Serra de Sintra ficou em parte destruída graças a um incêndio, que só acabaria por parar na bela Praia do Guincho.

    Poucas horas depois de ter coroado o novo campeão nacional de surf, esta que é uma das mais belas praias do Mundo também sofreu as consequências do terror das chamas. O incêndio atingiu mesmo o sistema dunar do Guincho, conhecido por Duna da Cresmina, e toda a vegetação que a protegia. Pela manhã de domingo era ainda bem visível o rasto de destruição.

    Esta zona fora recentemente alvo de requalificação pela autarquia de Cascais, em parceria com o Instituto da conservação da Natureza e da Biodiversidade. Grande parte dos passadiços sobrelevados de madeira e da vedação circundante ficou reduzida a cinzas. Um episódio triste para toda a comunidade das ondas e para todos os amantes daquela praia.

    Mas nem só o Guincho sofreu com o incêndio que deflagrou juntou ao Palácio da Peninha, em plena Serra de Sintra. Houve mesmo localidades em perigo pelas chamas, como a Malveira da Serra, junto ao Guincho. O parque de Campismo de Cascais também esteve em risco, e de lá foram retiradas 300 pessoas.

    Um incêndio que, além dos inúmeros estragos materiais, sobretudo em termos paisagísticos e de natureza, obrigou ainda à retirada de cerca de 50 pessoas de diversas localidades, causando ainda um total de 21 feridos, 10 deles bombeiros. O fogo só foi dominado pela manhã de domingo.

    De acordo com a comunicação social, a PJ já se encontra a investigar as causas do fogo. O presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, já reagiu mesmo ao sucedido através das redes socias, garantido a munícipes que o questionaram no Facebook, que o terreno ardido não será para construção.

    Registo ainda para o facto de algumas estradas terem ficado cortadas devido ao incêndio e ainda para a retirada de 70 animais do Clube D. Carlos e do Centro Hípico do Estoril, na Charneca, que foram levados para o hipódromo Manuel Possolo, em Cascais. Uma noite de verdadeiro terror, que deixou marcas profundas numa das mais belas zonas da nossa costa.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fotos: Filipe Jervis Instagram e Shore Break Waveriding School

Tags
  • Fotografia
    Filipe Jervis Instagram
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
agosto 11
Inscrições abertas para as últimas turmas do ano do curso de Treinadores de Surfing Grau I da ASI Portugal
julho 27
Inscrições abertas para a 1ª etapa do Circuito Regional de Bodyboard Open da Madeira 2022
agosto 11
Estão proibidos os banhos na Praia da Batata em Lagos
agosto 11
Bom Petisco Girls Score distingue as melhores performances das tops nacionais na Liga MEO Surf
agosto 10
Água da Praia de Vila Praia de Âncora está imprópria para banhos
agosto 10
Banhos desaconselhados em cinco praias de Matosinhos
agosto 10
Dois animais marinhos devolvidos ao habitat natural ao largo de Aveiro