Homepage

  • Época balnear de 2018 marcada por 11 mortes
    17 outubro 2018
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Das 11 mortes registadas em praias nacionais, cinco aconteceram em praias vigiadas, outras cinco em praias não vigiadas e outra na Cova do Vapor, no Rio Tejo.
  • A época balnear de 2018 terminou apenas na segunda-feira e no dia seguinte a Autoridade Marítima Nacional fez o balanço das ocorrências, com destaque para o número de mortes ocorridas em praias nacionais no período entre 1 de maio e 15 de outubro: 11.

    Das 11 mortes registadas em praias nacionais, cinco aconteceram em praias vigiadas, outras cinco em praias não vigiadas e outra na Cova do Vapor, no Rio Tejo. Segundo os números da Autoridade Marítima Nacional foram ainda realizados 322 salvamentos e 969 ações de primeiros socorros.

    Entre os cinco acidentes mortais em praias vigiadas, dois ocorreram na praia de Carcavelos, no concelho de Cascais (embora uma das mortes tenha ocorrido fora do período da época balnear), um na praia de São João, na Costa de Caparica, concelho de Almada, outro na praia da Fuzeta, concelho de Olhão, e um outro na praia da Costa Nova, Ílhavo, (à data sem vigilância).

    O afogamento foi a causa apontada para duas das mortes, sendo a doença súbita a causa de duas outras e a um dos óbitos foi atribuída causa desconhecida, segundo o mesmo balanço.

    Já os acidentes em praias não vigiadas ocorreram na praia das Valeiras, em São Pedro de Moel, concelho da Marinha Grande, na praia dos Pescadores, em Espinho, na praia do Norte, na Nazaré, na praia de Angeiras, Matosinhos, e na praia da baía do Funchal, na Madeira.

    Das cinco mortes em praias não vigiadas, uma teve como causa provável o afogamento, duas foram doenças súbitas, e duas têm causa desconhecida, sendo que aquela ocorrida em São Pedro de Moel está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

    Resta frisar que do total das 11 vítimas mortais, seis tinham nacionalidade portuguesa, duas alemã, uma polaca, uma ucraniana e uma sul-africana.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Autoridade Marítima Nacional
  • Praias
  • Época Balnear
  • Mortes
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
janeiro 31
Surf adaptado mantém bem vivo sonho da inclusão nos Jogos Paralímpicos de Los Angeles'2028
fevereiro 01
Índia vai estrear-se no Mundial ISA e já sonha com Paris’2024
janeiro 31
Comunicado da FPS sobre o projeto 'Gestão do Espaço Costeiro'
janeiro 31
Luke Shepardson, o vencedor improvável do Eddie Aikau que passou a ter um dia no Havai com o seu nome
janeiro 31
Ondas da Praia da Vigia consagraram campeões do Circuito Sealand Santa Cruz 2022
janeiro 30
Validade da certificação dos nadadores-salvadores prorrogada até ao final de 2023
janeiro 30
Conhecido calendário dos circuitos regionais de bodyboard para 2023