Homepage

  • Viana World Bodyboard Championship decorre até domingo na praia da Arda, em Viana do Castelo
  • O Viana World Bodyboard Championships começou da melhor maneira hoje na Praia da Arda, com boas ondas a rondar o metro e meio e grande nível competitivo na água, com a primeira ronda da competição Open masculina e as duas primeiras rondas do Projunior a dar espetáculo.

    No Open masculino, grande prestação do povoense Ricardo Rosmaninho, que venceu o seu heat com um dos melhores scores totais do dia (14.25) e garantiu a presença no round 2 com os melhores bodyboarders do circuito, em particular os portugueses António Cardoso e Dino Carmo, 17º e 20º do principal ranking APB.

    Estou em boa forma, fui terceiro na Taça de Portugal e terceiro no Nacional, por isso estou confiante”, declarou Rosmaninho no final do seu heat.

    O bodyboarder da Póvoa teve excelente prestação na perna portuguesa do Mundial, em 2015, alcançando os quartos no Sintra Pro e as meias na Nazaré e está apostado em repetir: “Sim, o objetivo é voltar a esse registo, mas hoje já foi difícil e só vai ficar mais. Mas é o Mundial e é assim que tem de ser.

    Entretanto, especial atenção ao projunior, que em Viana atribui o título mundial para o melhor bodyboarder jovem da APB (Association of Professional Bodyboarders), com o português Rodrigo Lopes, campeão europeu de juniores, a mostrar que está no lote de candidatos a fazer mossa na competição, vencendo os seus dois heats do dia.

    É uma prova única, com muitos atletas de muitos países, com nível muito elevado, mas o objetivo é chegar à final”, avançou Rodrigo Lopes, de 17 anos, que superou de maneira exemplar um mar muito difícil, conforme explicou: “As ondas estavam a fechar muito mas conseguir passar os meus heats em primeiro deu-me muita confiança”.

    Também presente na praia, embora só compita amanhã, na ronda 2 do Open, esteve Mike Stewart, lenda mundial do Bodyboard que, aos 55 anos, continua a competir ao mais alto nível.

    E é mais que simbólica a presença do 9 vezes campeão mundial em Viana, o primeiro lugar onde competiu fora do Havai, em 1996: “Tenho aqui uma longa história. Para mim, Viana é um dos berços do bodyboard mundial. Faz-se um trabalho muito progressivo e moderno aqui e é gratificante contribuir.

    E qual o segredo para ainda estar a competir com 55 anos? Stewart tem uma visão muito particular da sua longevidade: “Nunca pensei estar a fazer isto com esta idade. Hoje sinto que estou a explorar novos limites e estou empre muito curioso em explorar a minha habilidade e, assim, redefinir o que as pessoas conseguem fazer muito depois dos 40 anos. Não o faço para deliberadamente inspirar ninguém, mas se isso surge como uma consequência, é algo nobre e que me dá imenso gozo.”

    Quanto à prestação no Viana World Bodyboard Championships, Mike é cauteloso:

    Não sei bem porque razão, mas normalmente consigo aqui bons resultados. Vamos ver...”

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Viana World Bodyboard Championship
  • Praia da Arda
  • viana do castelo
  • Surf Clube de Viana
  • Câmara Municipal de Viana do Castelo
  • bodyboard
  • Campeonato Mundial de Bodyboard
pub
similar News
similar
novembro 19
Mais de duas toneladas de plástico recolhido durante o verão
novembro 19
Ondas grandes devem regressar amanhã à Nazaré
novembro 20
Gelo pode desaparecer do Ártico dentro de 25 anos
novembro 18
Nic von Rupp nomeado para os Surfer Awards de 2019
novembro 20
Videovigilância irá proteger os cavalos-marinhos da Ria Formosa
novembro 20
Praia na Sardenha passará a ser paga e com lotação limitada
novembro 20
Martim Paulino conquista o título nacional de esperanças Sub-16