Homepage

  • Nevoeiro marcou o segundo dia do Sintra Portugal Pro, tendo interrompido a prova durante 6 horas
  • No segundo dia do Sintra Portugal Pro, o que marcou, mais do que qualquer atleta, foi o nevoeiro que se abateu sobre a Praia Grande durante 6 horas, paralisando a prova, já que retirou toda a visibilidade do mar aos juízes, apenas permitindo realizar o primeiro heat da segunda ronda da competição feminina, fase não eliminatória da competição. Um primeiro heat vencido por Sari Ohara (Japão), secundada por Isabela Sousa (Brasil), que garantiram a passagem direta à ronda quatro. 

    Clica aqui para ver a Praia Grande Norte e Praia Grande Sul ao vivo.

    Foi apenas ao final do tarde que começaram a entrar na água as candidatas na corrida ao título mundial, com a jovem Teresa Padilla, das Canárias, a surpreender a japonesa Ayaka Suzuki, líder do “ranking” e a vencer o segundo heat desta segunda ronda não eliminatória. Suzuki, todavia, passou em segundo, também para a quarta ronda, e continua com boas chances de chegar ao pódio em Sintra. Sacrificadas foram a portuguesa Madalena Padrela, em quarto lugar, atrás da japonesa Ayako Shido e ambas relegadas para a repescagem

    No terceiro heat foi a vez de outra portuguesa, Teresa Almeida, bater uma candidata ao título, Alexandra Rinder, a segunda classificada da corrida ao ceptro mundial. Menos sorte para a ex-campeã mundial Neymara Carvalho, do Brasil, e para jovem ericeirense (17 anos) Filipa Broeiro, em quarto lugar, que seguem para a terceira ronda.

    A vez da campeão do Mundo e do Sintra Pro, Joana Schenker, chegou no quarto heat, com a algarvia a passar em segundo, atrás de Mayumi Tone, outra japonesa em grande forma na Praia Grande e, assim, qualificando-se diretamente para a quarta ronda, ao contrário de Luz Marie Grande (Porto Rico) e Maria-Gutta Borges, do Brasil, ambas relegadas para a repescagem no round 3.

    No final, Joana Schenker apresentou-se com a sensação de dever cumprido: “As condições estão muito difíceis, tentei fazer o melhor nestas ondas pequenas e estou muito contente por ter passado diretamente à ronda quatro”, acrescentando a propósito do nevoeiro e da paragem de varias horas a que obrigou: “Foi uma espera muito difícil no carro, com a expectativa a aumentar e a adrenalina a subir e descer, para, depois, na hora da verdade, entrar com a mesma motivação. Não é fácil.”

    Quanto ao resto da competição, a campeã mundial assumiu a gestão psicológica: “Ainda estamos na terceira de quatro etapas, pelo que há muito para decidir ainda. Vou dar o meu melhor mas sem colocar demasiadas expectativas em cima de mim. Fiz o mesmo o ano passado e não deu mau resultado...”

    Ainda houve tempo para colocar na água a primeira ronda da competição de Dropknee, que em Sintra define o campeão mundial, com o português Tiago Pimentão a não desiludir, vencendo a sua bateria, embora com muito campeonato pela frente e ainda sem concurso dos “top” mundiais.

    Amanhã, o check in dos atletas é às 7h30, devendo a competição arrancar às 7h45, com a terceira ronda Open.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

Tags
  • Teresa Almeida
  • Joana Schenker
  • bodyboard
  • sintra pro
  • Sintra
  • Campeonato Mundial de Bodyboard
  • praia grande
  • colares
  • Portugal
  • turismo de portugal
similar News
similar
outubro 15
Nasceu a Matosinhos Surf School Cup: a nova competição para as escolas de surf do concelho
outubro 15
Faleceu Tom Morey, o Pai do Bodyboard
outubro 15
Recolhidos 10 kg de lixo marinho na Praia do Samouco (Galeria Fotos)
outubro 15
Reserva Mundial de Surf da Ericeira comemorou 10º aniversário
outubro 15
'EDP Surf for Tomorrow' - A viagem às Maldivas
outubro 15
Nuno Vitorino recebe prémio do Comité Paralímpico de Portugal
outubro 15
Fim de semana chega com tempo mais cinzento e regresso da chuva nas regiões Norte e Centro