Homepage

  • Papa Francisco junta-se à luta pelos oceanos
    03 setembro 2018
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O Papa Francisco desejou ainda que os mares sejam um local de encontro e não de separação de pessoas.
  • A luta contra a poluição de plástico nos oceanos, um dos maiores problemas que o planeta enfrenta atualmente, acabou de ganhar um novo defensor. Nada mais, nada menos que o Papa Francisco. No discurso proferido no passado sábado, o Santo Pontífice saiu em defesa dos oceanos e pediu mesmo ações concretas para proteger os mesmos.

    Na mensagem para o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação 2018, o papa defendeu que não se pode “permitir que os mares e oceanos se preencham com extensões inertes de plástico flutuante”. O Papa Francisco desejou ainda que os mares sejam um local de encontro e não de separação de pessoas.

    O Papa Francisco apelou à proteção do “bem inestimável” que é a água, lembrando que essa é uma “responsabilidade imperiosa, um desafio real” e que, “infelizmente”, muitos esforços têm desaparecido devido à “falta de regulamentação e de controlos efetivos”, especialmente quanto à proteção dos mares além-fronteiras.

    Esta mensagem papal pode servir para alertar e ajudar a abrir mais mentalidades em relação à problemática que é a poluição de plástico nos oceanos. Uma ameaça que começa a tornar-se cada vez mais séria, uma vez que, entre vários aspetos, coloca em causa a sustentabilidade do planeta e também a cadeia alimentar.

    A Organização das Nações Unidas (ONU) lançou em 2017 a campanha internacional ‘Clean Seas’, envolvendo governos, setor privado e a sociedade civil numa solução para o problema do plástico marinho. Em janeiro deste ano, a União Europeia lançou a Estratégia Europeia para os Plásticos com o objetivo de, até 2030, tornar reutilizáveis todas as embalagens de plástico no mercado, reduzir o consumo de plásticos descartáveis e restringir a utilização de microplásticos. Estima-se que 10% dos plásticos produzidos no mundo terminem nos oceanos e que 60 a 80% do lixo marinho sejam plásticos.

    Segundo dados do Eurostat de 2015, os portugueses consomem uma média de plásticos superior à dos restantes europeus, com cada português a produzir uma média de 36 kg de plástico por ano, representa mais 5 kg do que a média europeia. No total, Portugal produz quase 370 toneladas de plástico anualmente, enquanto o conjunto da Europa é responsável por 58 milhões de toneladas.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Papa Francisco
  • Poluição
  • Oceano
  • Plástico
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 15
Nasceu a Matosinhos Surf School Cup: a nova competição para as escolas de surf do concelho
outubro 15
Faleceu Tom Morey, o Pai do Bodyboard
outubro 15
Recolhidos 10 kg de lixo marinho na Praia do Samouco (Galeria Fotos)
outubro 15
Reserva Mundial de Surf da Ericeira comemorou 10º aniversário
outubro 15
'EDP Surf for Tomorrow' - A viagem às Maldivas
outubro 15
Nuno Vitorino recebe prémio do Comité Paralímpico de Portugal
outubro 15
Fim de semana chega com tempo mais cinzento e regresso da chuva nas regiões Norte e Centro