Homepage

  • Papa Francisco junta-se à luta pelos oceanos
    03 setembro 2018
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O Papa Francisco desejou ainda que os mares sejam um local de encontro e não de separação de pessoas.
  • A luta contra a poluição de plástico nos oceanos, um dos maiores problemas que o planeta enfrenta atualmente, acabou de ganhar um novo defensor. Nada mais, nada menos que o Papa Francisco. No discurso proferido no passado sábado, o Santo Pontífice saiu em defesa dos oceanos e pediu mesmo ações concretas para proteger os mesmos.

    Na mensagem para o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação 2018, o papa defendeu que não se pode “permitir que os mares e oceanos se preencham com extensões inertes de plástico flutuante”. O Papa Francisco desejou ainda que os mares sejam um local de encontro e não de separação de pessoas.

    O Papa Francisco apelou à proteção do “bem inestimável” que é a água, lembrando que essa é uma “responsabilidade imperiosa, um desafio real” e que, “infelizmente”, muitos esforços têm desaparecido devido à “falta de regulamentação e de controlos efetivos”, especialmente quanto à proteção dos mares além-fronteiras.

    Esta mensagem papal pode servir para alertar e ajudar a abrir mais mentalidades em relação à problemática que é a poluição de plástico nos oceanos. Uma ameaça que começa a tornar-se cada vez mais séria, uma vez que, entre vários aspetos, coloca em causa a sustentabilidade do planeta e também a cadeia alimentar.

    A Organização das Nações Unidas (ONU) lançou em 2017 a campanha internacional ‘Clean Seas’, envolvendo governos, setor privado e a sociedade civil numa solução para o problema do plástico marinho. Em janeiro deste ano, a União Europeia lançou a Estratégia Europeia para os Plásticos com o objetivo de, até 2030, tornar reutilizáveis todas as embalagens de plástico no mercado, reduzir o consumo de plásticos descartáveis e restringir a utilização de microplásticos. Estima-se que 10% dos plásticos produzidos no mundo terminem nos oceanos e que 60 a 80% do lixo marinho sejam plásticos.

    Segundo dados do Eurostat de 2015, os portugueses consomem uma média de plásticos superior à dos restantes europeus, com cada português a produzir uma média de 36 kg de plástico por ano, representa mais 5 kg do que a média europeia. No total, Portugal produz quase 370 toneladas de plástico anualmente, enquanto o conjunto da Europa é responsável por 58 milhões de toneladas.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Papa Francisco
  • Poluição
  • Oceano
  • Plástico
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
agosto 05
FPS concentra calendário competitivo até outubro para fugir a hipotético confinamento
agosto 05
Pedaços de plástico têm dado à costa nas praias de Ílhavo
agosto 05
Baleia de 8 metros deu à costa na Praia de São Jacinto
agosto 05
Praia da Nazaré está interdita a banhos
agosto 05
Imagens de satélite descobrem 11 novas colónias de pinguins-imperadores na Antártida
abril 30
Oficial: Surf está de regresso a 4 de maio
julho 30
Locais destacam “maior consistência” de Supertubos em Fevereiro
pub