Homepage

  • Bom Petisco Cascais Pro decide campeão Nacional
    26 setembro 2018
    arrow
    arrow
  • Falta apenas uma semana para o início do Bom Petisco Cascais Pro, a quinta e última etapa da Liga MEO Surf 2018, que decorre de 4 a 6 de Outubro, e vai decidir quem será o campeão nacional masculino. São sete os surfistas que chegam a Cascais ainda na luta pelo principal troféu do surf nacional. O campeão nacional será ainda premiado com um wildcard para o MEO Rip Curl Pro Portugal, etapa do circuito mundial (World Championship Tour), que se disputa de 16 a 27 de outubro, em Peniche.
  • Com o título feminino já decidido por antecipação e atribuído a Camilla Kemp, as atenções centram-se na competição masculina. Na frente da corrida está Vasco Ribeiro, campeão nacional em 2017 e com um total de 4 títulos máximos do surf português. Na perseguição estão Pedro Henrique, campeão nacional em 2016, e João Kopke, Miguel Blanco, Tomás Fernandes, Filipe Jervis e Marlon Lipke, este último ex-surfista integrante da divisão de elite do Surf mundial. Se Vasco Ribeiro revalidar o título passará a ser o recordista isolado de títulos máximos do Surf em Portugal, deixando para trás Ruben Gonzalez que também já venceu por 4 vezes.

    Clica aqui para ver as praias de Cascais ao vivo!



    Carlos Carreiras, Presidente da Câmara Municipal de Cascais
    “Os grandes palcos são para as grandes decisões. As ondas de Cascais voltam a ser cruciais na atribuição do título. Entre os sete candidatos à vitória final, cinco são cascalenses. E a campeã antecipada também é cascalense. Isto mostra bem a força desta modalidade no nosso concelho e prova que a nossa aposta estratégica no Surf foi acertada e bem-sucedida. Graças a etapas como esta temos sido capazes de projetar o surf nacional para um nível superlativo. Boa sorte a todos os atletas.”

    Catarina Ferraz, Responsável de Marketing da Bom Petisco
    “Para a Bom Petisco, dar nome a uma prova de caráter tão decisivo como esta, pelo segundo ano consecutivo, é uma afirmação do apoio da marca ao surf nacional. Esta é uma modalidade em que temos vindo a reforçar a nossa aposta a vários níveis, não apenas devido à relação óbvia com o mar – que partilhamos – como também pelos valores de estilo de vida ativo e equilibrado que lhe estão associados. Por ser um produto 100% natural e com um elevado aporte de proteínas, Bom Petisco está intrinsecamente ligado ao desporto e o surf personifica o nosso posicionamento enquanto marca de forma óbvia”.



    Ruben Gonzalez, tetracampeão nacional e embaixador do surf de Cascais
    “Para Cascais é sempre importante receber uma etapa da Liga MEO Surf, para mais sendo a última e tendo um carácter tão decisivo. Penso que faz todo o sentido que tudo se decida aqui, até porque foi aqui que tudo começou para o surf nacional. Cascais tem essa simbologia. Quanto ao facto de o Vasco [Ribeiro] ter oportunidade de me ultrapassar na lista de campeões nacionais, penso que é perfeitamente natural. Representa bem da evolução do surf em Portugal. O Vasco é um surfista com um talento enorme, que tem nível internacional e a ambição de chegar ao WCT. Acredito até que ele não se fique por aqui no que ao número de títulos diz respeito. Boa sorte a todos!”

    Histórico de campeões nacionais masculinos (desde 2004): 
    2017 – Vasco Ribeiro
    2016 – Pedro Henrique
    2015 – Frederico Morais
    2014 – Vasco Ribeiro
    2013 – Frederico Morais
    2012 – Vasco Ribeiro
    2011 – Vasco Ribeiro
    2010 – Justin Mujica
    2009 – João Guedes
    2008 – Ruben Gonzalez
    2007 – José Gregório
    2006 – Ruben Gonzalez
    2005 – Ruben Gonzalez
    2004 – Ruben Gonzalez

    Cenários e contas para o título:
    – Vasco Ribeiro, Pedro Henrique, João Kopke e Miguel Blanco estão dependentes apenas de si próprios e um triunfo em Cascais garante o título a qualquer um deles;

    – Tomás Fernandes e Filipe Jervis precisam de vencer e esperar que Vasco Ribeiro e Miguel Blanco não cheguem à final;

    – Marlon Lipke precisa de vencer, esperar que Vasco Ribeiro não passe os quartos-de-final, que Miguel Blanco não vá à meia-final e que João Kopke e Pedro Henrique não vão à final;

    Em jogo vai estar também o triunfo na Liga MEO Surf, com o espanhol Gony Zubizarreta a surgir isolado na liderança do ranking. Apenas Vasco Ribeiro tem hipóteses matemáticas de alcançar Gony, surfista galego que reside na Ericeira e que apenas precisa de ser 9.º classificado em Cascais.


    Bom Petisco Cascais Pro 2017 em números:
    - Campeões da etapa: Pedro Henrique e Camilla Kemp
    - 850 ondas surfadas;
    - Melhor onda: 9,50 de Kiron Jabour na 3.ª ronda;
    – Melhor pontuação: 18,40 de Kiron Jabour na 3.ª ronda.

    Além da competição principal, existem ainda outros sub-troféus em disputa, tais como:
    – Cascais Best Surfer (melhor surfista em prova dos clubes do Concelho de Cascais)
    – Renault Expression Session (melhor manobra por etapa)
    – Somersby Onda do Outro Mundo (melhor onda por etapa)
    – Moche Groms Cup (iniciativa da FPS e ANS incluindo bolsa desportiva)

    Estes sub-troféus consideram, cada um deles, 2.500€/anuais, sendo que a premiação global da Liga MEO Surf 2018 é de 90.000€.

    O Bom Petisco Cascais Pro conta ainda com workshops e iniciativas laterais destinadas a um maior envolvimento de todos os agentes interessados no surf, numa lógica complementar à ação principal que se desenrola dentro de água. Destaque para o Workshop de fotografia Canon por Ricardo Bravo. Vai também receber as limpezas de praia destinadas a escolas do concelho de Cascais e demais voluntários. Esta é uma iniciativa da Fundação PT, que se insere numa lógica de preservação das praias, além da promoção da educação e consciencialização ambiental, realizando-se em coordenação com a Plastic Sun Days. Após terem sido recolhidos 750 kg de lixo durante as quatro etapas prévias de Liga MEO Surf, esta iniciativa tem como grande objetivo em Cascais chegar à tonelada de lixo apanhado pelas praias por onde a Liga MEO Surf 2018 passou.

    Destaque ainda para a Rip Curl Fantasy Surfer, onde o público poderá fazer as suas apostas com equipas do quadro masculino e feminino, habilitando-se a um fato Rip Curl E-Bomb 2.3 como prémio da etapa. Em jogo está igualmente a vitória final, que será premiada com uma prancha da Polen. As inscrições já estão abertas e o prazo de constituição das equipas encontra-se a decorrer até à hora do call para o primeiro dia de prova, sendo que os surfistas vão sendo disponibilizados à medida que se forem inscrevendo.

    Todas as etapas da Liga MEO Surf têm transmissão em www.ligameosurf.pt e no Facebook do MEO, em complemento com as plataformas oficiais da Associação Nacional de Surfistas em www.ansurfistas.com e nas redes sociais @ansurfistas.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fotos - Pedro Mestre / ANS

     

Tags
  • surf
  • campeonato nacional
  • guincho
  • cascais
  • Bom Petisco Cascais Pro
  • campeao nacional
pub
similar News
similar
agosto 22
Microplásticos presentes na água potável não são perigosos para a saúde
agosto 22
E de repente escureceu em São Paulo às três da tarde
agosto 22
Da Nazare para o estágio do Liverpool, Sebastian deu dicas a Klopp
agosto 22
Golfinhos vistos na zona do Baleal
agosto 22
Temperaturas acima dos 30º em quase todo o país
agosto 22
John John manda recado a Slater com Tóquio em causa
agosto 22
Réplica chinesa do Surf Ranch já rola e há mais 5(!) em construção