Homepage

  • 2035: odisseia sem retorno para a Terra?
    05 setembro 2018
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O grupo de cientistas admite que está a fazer as contas de uma forma muito otimista e que o ponto de não retorno até poderá acontecer antes disso.
  • É necessário medidas urgentes em relação ao planeta terra! O aviso foi dado por um grupo de cientistas, que acredita que, a continuar assim, o nosso planeta poderá entrar num ponto de não retorno algures no ano de 2035 ou até antes. Estes dados surgem num estudo publicado, esta quinta-feira, no Earth System Dynamics, publicação da União Europeia das Geociências.

    “No nosso estudo mostramos que há prazos estritos para agir. Concluímos que resta muito pouco tempo antes que as metas de Paris se tornem impraticáveis mesmo com as estratégias de redução de emissões", disse Henk Dijkstra, professor da Universidade de Utrecht na Holanda e um dos autores do estudo intitulado “Ponto de não retorno para uma ação sobre o clima: efeitos da incerteza do clima e riscos da tolerância”.

    Os cientistas envolvidos neste estudo agora publicado calcularam a rapidez com que o mundo teria que abraçar as energias renováveis para conseguir travar os efeitos das alterações climáticas e chegaram à data de 2035. Assim, para evitar o impacto de alterações climáticas que poderiam desencadear catástrofes que deixariam o planeta inabitável, o mundo teria que viver das renováveis.

    Contudo, o grupo de cientistas admite que está a fazer as contas de uma forma muito otimista e que o ponto de não retorno até poderá acontecer antes disso. O Acordo de Paris, do qual Donald Trump retirou os EUA, estabelece que se mantenha o aumento da temperatura média global abaixo dos 2ºC em relação aos níveis da era pré-industrial e limitar o aumento de 1,5ºC.

    Entretanto, surgem notícias animadoras de alguns países interessados em ajudar o mais rapidamente possível neste processo. Em Taiwan, por exemplo, o governo local abriu “guerra” às scooters movidas a gasolina. A medida já foi anunciada e visa retirar de circulação mais de 13 milhões de scooters até… 2035. Antes disso, em 2025, Taiwan espera já ter eliminado a energia nuclear do país.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Terra
  • Aquecimento global
  • Cientistas
  • Ponto de não retorno
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
março 27
Imagens espaciais mostram redução drástica da poluição do ar na Europa
março 27
Brisa Hennessy tem a melhor quarentena de todas… nas Fiji
março 27
Hora do Planeta terá formato digital para além do apagão
março 27
Foto do sunset português entre as melhores de concurso internacional  
março 27
Está a chegar o horário de Verão!
março 27
Capítulo Perfeito teve alcance superior a 33 milhões de pessoas
março 27
Em Ribeira d’Ilhas manda Tomás Fernandes