Homepage

  • Calor: 60 concelhos em risco máximo de incêndio
    20 agosto 2018
    arrow
    arrow
  • Cerca de 60 concelhos de 13 distritos de Portugal continental apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo o IPMA.
  • Os 18 distritos do continente e os arquipélagos dos Açores e da Madeira apresentam hoje um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

    Os 18 distritos do continente (Braga, Viana do Castelo, Porto, Vila Real, Bragança, Viseu, Aveiro, Coimbra, Leiria, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Lisboa, Setúbal, Santarém, Évora, Beja e Faro), Funchal e Porto Santo (arquipélago da Madeira) e as ilhas das Flores, Faial, Terceira e São Miguel (Açores) estão em risco muito elevado.

    Para as regiões com risco muito elevado e elevado, o IPMA recomenda a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, 't-shirt', guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao Sol.

    O índice ultravioleta varia entre 1 e 2, em que o risco de exposição à radiação UV é baixo, 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (elevado), 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo).

    O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade durante a tarde no interior das regiões Centro e Sul, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros dispersos e trovoada.

    A previsão aponta ainda para vento fraco a moderado predominando do quadrante leste, soprando de noroeste no litoral oeste durante a tarde e sendo moderado a forte de nordeste nas terras altas até final da manhã e a partir do final da tarde.

    Está ainda prevista uma pequena subida da temperatura mínima nas regiões Norte e Centro.

    As temperaturas mínimas vão variar entre os 16 graus Celsius (na Guarda e em Bragança) e os 25 (em Portalegre) e as máximas entre os 31 (na Guarda) e os 38 8em Évora, Santarém e Leiria).

    Cerca de 60 concelhos de 13 distritos de Portugal continental apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

    Em risco máximo de incêndio estão cerca de 60 concelhos dos distritos de Faro, Santarém, Leiria, Castelo Branco, Portalegre, Coimbra, Aveiro, Porto, Braga, Vila Real, Braga, Bragança e Guarda apresentam hoje risco máximo de incêndio.

    Os distritos com mais concelhos em risco máximo de incêndio são Faro (com 8), Bragança (7) Santarém, Castelo Branco e Guarda (quatro).

    O IPMA colocou ainda em risco muito elevado de incêndio quase uma centena de concelhos dos distritos de Faro, Beja, Lisboa, Santarém, Portalegre, Castelo Branco, Leiria, Coimbra, Guarda, Viseu, Aveiro, Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real e Bragança.

    Há ainda vários concelhos em risco elevado e moderado de incêndio.

    O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre o "reduzido" e o "máximo".

    O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fotografia: Lanacion

Tags
  • praia
  • praias
  • tempo
  • temperaturas
  • Previsão
  • risco
  • alerta
  • calor
  • fogo
  • Incêndio
  • Instituto Português do Mar e da Atmosfera
  • ipma
  • previsões
  • portugal
  • verão
  • agosto
pub
similar News
similar
abril 07
Vem aí a maior Super Lua do ano!
abril 08
Libertados cerca de mil peixes em perigo de extinção
abril 08
Aprovados 6 projetos para a redução do lixo marinho em Portugal
abril 08
Santa Cruz também fecha praias e proíbe surf
abril 07
APS Surf Tour 2020 será realizado online
abril 07
AESDP considera 'essencial' prolongamento das licenças de quem leciona surf
abril 07
Aritz Aranburu: “Surf em Tóquio vai ser muito elitista”
pub