Homepage

  • INÊS SANTOS VENCE QUALIFICAÇÃO E AGARRA WILD CARD
    01 agosto 2018
    arrow
    arrow
  • No Campeonato Nacional de Surf Feminino Inês Santos foi a grande revelação
  • Inês Santos, do Clube Fluvial Vilacondense, foi a grande vencedora da prova de qualificação o que lhe vale o «wild card» para hoje entrar no quadro principal da competição do Campeonato Nacional de Surf Feminino (Liga MEO 2018).
    A jovem atleta de Vila do Conde, de apenas 11 anos (bem percetíveis na sua constituição física), foi a mais pontuada na final, com 12.00 pontos, deixando a alguma distância toda a concorrência: Iara Alves (2ª classificada) fez 5.00 pontos; Helena Azevedo (3ª) fez 4.80; e Leonor Gomes (4ª) conseguiu 4.70.


    No entanto, das 94 ondas surfadas, a quarta classificada na final logrou fazer a melhor de todo o «qualifying», ainda nos quartos-de-final, com 9.00 pontos atribuídos pelos juízes.
    Refira-se que devido às condições do mar e à tenra idade da esmagadora maioria das atletas, a organização decidiu levar a prova para a vizinha praia da Barra, local onde a Miss Activo Cup debutou há 13 anos, uma escolha muito acertada e que proporcionou uma manhã de grande competitividade entre as 13 atletas que entraram no «qualifying».
    A «pequenita» Inês Santos continua assim a dar provas da sua qualidade, ela que é a campeã regional Norte Sub-16.
    “Foi fixe, estava um bocado de vento e as ondas tanto apareciam como desapareciam, mas as condições estavam boas. Estou contente por conseguir o «wild card» para a Liga MEO”, disse no final a surfista de Vila do Conde.
    Hoje, Inês Santos disputará com as melhores surfistas nacionais a prova da Liga MEO, cuja luta pelo título está ao rubro.
    Camilla Kemp chega à Costa Nova na liderança do ranking, mas pela frente terá quase todas as mais directas adversárias na luta pelo título nacional feminino.
    O Campeonato mais perfumado do surf nacional, que nas três anteriores edições definiu a campeã nacional, volta a estar no olho do furacão da competição, apesar de este ano ainda nada determinar em definitivo.
    Mesmo assim, espera-se uma luta renhida entre a líder do ranking e as principais perseguidoras, que são neste momento Yolanda Sequeira e a bicampeã nacional e Miss Activo Cup em título, já que Teresa Bonvalot, ausente no estrangeiro, não estará no mar da Costa Nova, em Ílhavo.
    Carol Henrique, apesar de se encontrar apenas em sétimo no ranking, venceu a última etapa e quer chegar-se aos primeiros lugares para defender o seu duplo título. Mafalda Lopes e Francisca Veselko completam o top 5 do ranking quando falta disputar duas provas: Miss Activo Cup e Cascais , em Outubro.
     
    Marion Frances vence competição de slackline
     
    Por outro lado, e apesar das condições bastante agrestes em termos de vento para que as atletas participantes na primeira prova a nível mundial exclusivamente feminina de Slackline.
    A francesa Marion Frances foi a grande vencedora da competição de trickline, somando 116,328 pontos, na final, relegando para o segundo lugar a alemã Jojo Krugler, que obteve 108,453 pontos, e para o lugar mais baixo do pódio a também alemã Alexandra Arendt.


    O triunfo gaulês não se ficou por Marion Frances no trickline, porque ontem Fanny Valentin foi a mais rápida sobre a cinta de 2,5 centímetros, vencendo a prova de speedline com o tempo de 13,03 segundos.
    “Foi muito bom estar aqui. Ao longo dos dias fizemos muito e diferente slackline. Depois o ambiente é fantástico não só entre as atletas, mas entre toda a gente envolvida no evento. Achei isto soberbo e não podia terminar de melhor maneira”, disse no final a Miss Activo Cup Slackline 2018.
    “Gostei muito de aqui estar. Foi uma amiga que esteve cá no ano passado que me disse para vir porque o evento era bom e o ambiente também. E de facto é assim, fiz muitos novos amigos e conheci muita gente. O ambiente é de loucos, as atletas apoiam-se todas umas às outras e o espírito é muito bom”, referiu, por seu lado Fanny Valentin, acrescentando: “Estou muito feliz com a minha vitória, porque é a primeira depois de vários segundos lugares. Gosto de provas mistas, mas ser só raparigas é muito bom, temos as atenções todas”.


    Assim, a primeira competição de slackline do Mundo exclusivamente feminina teve uma dupla vitória francesa, sendo que o evento conquistou em definitivo todas as atletas presentes, 10 de cinco nacionalidades, uma slackliner apenas de Portugal.
    Esther Majano, de Espanha, foi coroada Miss Simpatia 2018, na vertente slackline.
    Num dia em que o vento soprou demasiado forte, em que chegou a chover, mas, uma vez mais, o Sol levou a melhor e brilhou intensamente a partir de meio-dia, as coisas não estiveram propícias para fazer praia, mas mesmo assim foram muitos os banhistas que marcaram presença no areal. Porém, as condições do mar e o vento intenso e a deslocação da prova de surf para a praia da Barra inviabilizaram a realização das habituais experiências de surf e de slackline, que regressam à Costa Nova hoje, quinto e último dia da Miss Activo Cup 2018.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fotos - André Neto

Tags
  • Miss Activo Cup
  • costa nova
  • surf
  • Slackline
  • ilhavo
  • praia da barra
  • Inês Santos
  • Portugal
  • turismo de portugal
pub
similar News
similar
janeiro 23
Surf to Win apresenta equipa oficial para 2020
janeiro 24
Lewis Pugh é o primeiro humano a nadar sob camada de gelo na Antártida
janeiro 24
Gondomar retira das serras 3 toneladas de lixo por semana
janeiro 22
Tempestade Glória provoca ondulação inédita no Mediterrâneo
janeiro 23
Vem aí o Pacto Português para os Plásticos
janeiro 23
O ornitorrinco pode desaparecer devido à ocupação humana
janeiro 24
Austrália enfrenta praga de aranhas mortíferas