Homepage

  • Surf inicia competição em Santa Cruz
    24 julho 2018
    arrow
    arrow
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O nível de surf subiu com os atletas das seleções portuguesa, francesa e espanhola a destacarem-se.
  • O Noah Eurosurf Junior 2018 voltou à água, com quase todas as categorias da disciplina de surf a completarem duas fases do quadro principal, em ondas de meio metro, sem vento, num dia de praia incrível, a lembrar que afinal estamos mesmo no Verão.

    Apesar de as ondas terem baixado um pouco relativamente ao dia de ontem, obrigando a organização a montar dois palanques distintos, a verdade é que o nível de surf subiu, novamente com os atletas das seleções portuguesa, francesa e espanhola a destacarem-se.

    Mas outras nações acompanharam, como a italiana, sueca, polaca, irlandesa ou alemã a colocarem atletas seus nas terceiras fases dos quadros principais, com boas prestações e surf de alto nível. Surfistas como Matteo Calatri, Lenni Jensen ou Max Michalewski são o exemplo disso.

    No entanto, a melhor onda do dia foi para o Sub-14 espanhol Kay Odroizola (8.5 em 10 pontos possíveis) e a melhor pontuação total para o Sub-18 francês Mathis Crozon (14.50 em 20 pontos possíveis), um dos maiores destaques do circuito europeu júnior deste ano e vencedor da sua primeira etapa, também disputada em Portugal.

    “A minha estratégia foi atacar logo desde o início da bateria, para ficar confortável e poder esperar eventualmente por uma onda maior. Mas hoje não há grandes diferenças entre as ondas dos sets e as que vêm entre eles, por isso acabei por fazer o meu total logo nas duas primeiras ondas. Sinto-me bem e estou confiante,” afirmou Crozon à saída da água.

    Entre os portugueses, destaque para João Maria Mendonça, em Sub-14 e Afonso Antunes e Guilherme Ribeiro, em Sub-16, que já se encontram na terceira fase das suas respectivas categorias, com performances acima da média.

    Curiosamente, estes três atletas são filhos de surfistas mais ou menos conhecidos, quase todos competidores de sucesso, uma tendência deste Noah Eurosurf Junior 2018. Também os franceses Sam Piter, Uahina Joly e Ethan Capdeville, os irmãos espanhóis Iker e Adur Amatriain ou o seu compatriota Sean Gunning, bem com a portuguesa Francisca Veselko, fazem parte desta segunda geração de famílias competitivas do surf europeu.

    “Acaba por ser natural! Estes miúdos cresceram a observar os pais a competir e agora que se apaixonaram pela mesma modalidade, querem seguir-lhes os passos,” comentou Stephane Sisco, assessor de imprensa da seleção francesa de surf e também ele um ex-campeão europeu de bodyboard.

    O Noah Eurosurf Junior 2018 terá outra chamada, com o check-in marcado para as 8h da manhã, na Praia do Mirante. Este será o primeiro dia em que o Noah Eurosurf Junior 2018 irá eliminar definitivamente atletas da prova, uma vez que nestes campeonatos todos os atletas têm “duas vidas” – uma no quadro principal e outra no de repescagem.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • eurosurf junior
  • 2018
  • Santa Cruz
  • praia
  • surf
  • Ocean Spirit
pub
similar News
similar
setembro 28
MEO Portugal Cup of Surfing junta o surf e a sustentabilidade
setembro 25
Projeto 'The Unwanted Shapes' vai estar presente no MEO Portugal Cup of Surfing
setembro 28
Nuno Vitorino vai competir no nacional britânico de surf adaptado
setembro 28
Kikas: “Felizmente, em Portugal as previsões do mar não são descuradas”  
setembro 28
Italo tem “boas memórias” de Ribeira, mas preferia competir em Supertubos
setembro 28
Nova chamada para terça-feira no MEO Portugal Cup of Surfing
setembro 11
Gabriela Dinis: Um percurso em ascensão, mas sem esquecer a escola (Entrevista)
pub