Homepage

  • Guterres alerta para a poluição dos Oceanos
    11 junho 2018
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O português lembrou que se nada for feito, até 2050 os oceanos terão mais plástico do que peixes.
  • António Guterres afirmou que o Mundo está “a perder a batalha contra a poluição dos oceanos”. O atual secretário-geral da ONU e antigo primeiro-ministro português falou numa sessão subordinada ao tema “Oceanos, mares, costas e comunidades saudáveis, produtivas e resistentes”, realizada durante a cimeira do G7, que se realizou Canadá.

    O português lembrou que todos os anos são lançadas aos oceanos oito milhões de toneladas de plástico e sublinhou que, se nada for feito, até 2050 os oceanos terão mais plástico do que peixes. Guterres acrescentou ainda que atualmente são encontrados plásticos “nas áreas mais remotas do planeta” e que, no Oceano Pacífico, já existe uma massa de plástico “maior do que a França”.

    O líder da Organização das Nações Unidas não ilibou ninguém desta problemática e exigiu mais respostas a todos. “Todos precisam de fazer mais, não apenas em relação aos plásticos, mas em todos os assuntos sobre oceanos”, alertou. Pesca em excesso, descargas de água sem tratamento, acidificação dos oceanos e mudanças climáticas foram outros dos temas abordados por António Guterres durante a sua intervenção.

    Guterres explicou que o Mundo tem um plano para melhorar esta situação, exemplificando com a Agenda 2030, os Objectivos do Desenvolvimento Sustentável e a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar. “Nenhuma destas iniciativas e declarações tem valor se não se admitir que esta é uma emergência global”, sustentou, justificando a sua presença no encontro com a necessidade de “fazer soar o alarme” e “injetar um sentimento de urgência nas deliberações e processos de decisão”.

    Entretanto, dados revelados esta segunda-feira pelo INE (Instituto Nacional de Estatística) revelam que o consumo de sacos de plástico em Portugal caiu 94 por cento nos últimos três anos, desde que entrou em vigor a taxa de 10 cêntimos. No ano passado foram vencidos “apenas” 750 mil sacos de plástico no nosso país, que contrastam com os 12,5 milhões vendidos em 2015, primeiro ano em que a taxa entrou em vigor.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

Tags
  • António Guterres
  • Plástico
  • Oceano
  • G7
  • Poluição
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
outubro 21
Costa da Morte, na Galiza, quer ser Reserva Mundial de Surf
outubro 21
Salvamentos aumentaram nas praias portuguesas na época balnear de 2020
outubro 21
Primeira ondulação grande da temporada deverá entrar na Nazaré a partir de domingo
outubro 21
Circuito Regional da Madeira SUP Race arrancou em grande estilo
outubro 21
Bodyboard: Título nacional feminino vai decidir-se na Póvoa de Varzim
outubro 19
Bernardo Jerónimo, o único português a competir no Frontón King, já está na 3ª ronda
outubro 20
Depressão Bárbara: Aviso vermelho alargado a mais 3 distritos do continente
pub