Homepage

  • O Oi Rio Pro está ON, acompanha ao vivo aqui!
    14 maio 2018
    arrow
    arrow
  • Os melhores do Mundo já entraram em ação e o nosso Frederico Morais deverá entrar hoje à tarde por volta das 17h00
  • Já começou a etapa brasileira do principal escalão de surf da World Surf League.

    Frederico vai entrar em competição apenas no 12.º e último heat da ronda inaugural da etapa brasileira e pela frente terá novamente o norte-americano Kolohe Andino e ainda o rookie brasileiro Michael Rodrigues. Esta é a terceira etapa seguida em que Kikas enfrenta Kolohe no round 1, sendo que nas duas últimas o californiano levou sempre a melhor e atirou o português para a repescagem.

    O Oi Rio Pro vai ser ainda marcado por várias ausências, o que obrigou a WSL a chamar já dois alternates e mais um convidado extra. Isto já sem contar com Michael February, que passou a ser membro integrante da elite mundial a tempo inteiro desde o abandono de Mick Fanning. Apesar de ter estado em ação na Founders Cup, Kelly Slater volta a falhar a etapa brasileira. O mesmo acontece com Joel Parkinson, que no passado já havia falhado o Brasil, devido à polémica em torno da saúde dos atletas. O lesionado Caio Ibelli é a outra baixa.

    Dessa forma, o leque de brasileiros vai aumentar, uma vez que Miguel Pupo e Wiggolly Dantas vão regressar ao convívio da elite mundial para esta etapa, ele que são substitutos do World Tour. O outro substituto que resta é Bede Durbidge, que já deixou a competição. Dessa forma, a WSL viu-se obrigada a conceder um convite ao australiano Mikey Wright, fruto do desempenho que teve como wildcard na etapa inaugural do Tour e também por ser o atual vice-líder do ranking mundial de qualificação.

    Quem também vai entrar em prova é o brasileiro Alejo Muniz, que recebeu o primeiro dos dois wildcards do evento brasileiro, por ser o atual líder do ranking WQS. Alejo, que também é um regresso às lides do CT, aumenta assim para 13 o número de brasileiros em prova. Um número que vai ser ainda maior, pois o segundo wildcard também será para um surfista da casa, a definir através de trials, organizados pela Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro.

    Do lado masculino serão Thiago Camarão, José Eduardo Fernandes, Leo Neves e Deivid Silva a discutirem esta última vaga. O wildcard feminino também estará em disputado através de trials, com Taina Hinckel, Luana Coutinho, Kayane Reis e ainda a vencedora do duelo entre Taís de Almeida e Carole Bonelli a serem as candidatas à vaga.

    Esta etapa marca o regresso do World Tour à ação depois do polémico evento da West OZ (que entretanto irá ser realizado na Indonésia, clica aqui para ler tudo), que terminou a meio, fruto de vários ataques de tubarão que se registaram durante a prova em Margaret River. Na frente da luta pelo título continuam Julian Wilson e Italo Ferreira, que tentará aproveitar o fator casa para distanciar-se dos mais diretos perseguidores.

    Se és cliente MEO, não te esquecas de acompanhar toda a ação em directo no canal 160 MCS Extreme.

    #gokikas

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • frederico morais
  • Oi Rio Pro
  • Surf
  • WSL
  • Campeonato Mundial
  • Brasil
  • kikas
  • World Surf League
pub
similar News
similar
julho 14
Estrelas da atualidade podem sonhar com recorde de Slater? Matemática diz que não…
julho 13
Escolha mais rápida valeu primeiro prémio na Fantasy do Allianz Ericeira Pro
julho 14
Câmara de Cascais inaugura ecoponto marítimo e aposta na economia circular azul
julho 14
Porque razão os avistamentos de golfinhos têm sido frequentes no Tejo?
julho 14
Alunos do Politécnico de Leiria prestam auxílio nas praias do concelho de Alcobaça
julho 14
Máscaras e luvas estão a poluir sete grandes rios europeus
julho 14
Corais vermelhos da costa portuguesa vão ter proteção ambiental
pub