Homepage

  • Todos unidos pelo Ambiente e Ondas em Matosinhos!
    10 maio 2018
    arrow
    arrow
  • MATOSINHOS COM ONDA é um Movimento Cívico espontâneo que surge da urgência em salvar uma Onda que é um dos ex-líbris da cidade.
  • Dizemos Não!

    À poluição da Praia de Matosinhos

    À destruição da Onda de Matosinhos

    Ver manifesto aqui

    Quem somos

    MATOSINHOS COM ONDA é um Movimento Cívico espontâneo que surge da urgência em salvar uma Onda que é um dos ex-líbris da cidade.

    O objetivo do Movimento Cívico MATOSINHOS COM ONDA é o da preservação da Onda de Matosinhos, património coletivo, tendo em vista o pleno aproveitamento das potencialidades turísticas de Matosinhos, potenciando também a rentabilidade económica da obra em curso do Porto Comercial.

    Este Movimento Cívico reconhece o valor da obra atualmente em curso no Porto Comercial de Matosinhos, Porto de Leixões, dada a sua importância estratégica para o desenvolvimento económico da região.

    O Movimento Cívico SOS MATOSINHOS COM ONDA não tem outra motivação para além da acima referida, sendo constituída por cidadãos de todos os quadrantes políticos partidários, surfistas de Matosinhos e de toda a região, e conta ainda com o apoio de várias associações locais, nacionais e internacionais.

    Podem participar na consulta pública todos os interessados em tal.

    O que pretendemos

    - As ondas de Matosinhos, serem formalmente consagradas como ondas com especial valor para a prática dos desportos de deslize - Nível I, no Programa da Orla Costeira (POC) Caminha-Espinho1 ;

    1 Tornando-se assim na segunda área em Portugal a ser reconhecida ao nível do Ordenamento do Território, à semelhança das ondas do Cabo Mondego, entre a Murtinheira e o Cabedelo, na Figueira da Foz, que estão formalmente consagradas como ondas com especial valor para a prática dos desportos de deslize - Nível I, no Programa da Orla Costeira (POC) Ovar - Marinha Grande, publicado no passado dia 10 de agosto de 2017.

    . Ondas com especial valor para os desportos de deslize - Refletem o crescente desenvolvimento dos desportos de onda e a sua importância económica e social, identificando-se em modelo territorial os locais que pelas suas características morfológicas, e pela procura de utilizadores para a prática destes desportos, justificam que sejam adotadas medidas de salvaguarda que permitam acautelar eventuais ações antrópicas com impactes na praia submersa. Os locais com reconhecimento internacional e com importância turística estratégica, como as ondas que integram a candidatura a Reserva Mundial de Surf de Matosinhos, onde se localiza a melhor onda para aprendizagem do continente europeu e uma das melhores do mundo, são destacados em modelo territorial (Nível I), atendendo a que pelo seu maior valor deverão ser objeto não só de medidas de proteção, mas também de gestão integrada que permita acautelar fatores de pressão e assegurar um aproveitamento económico sustentável destes recursos.

    Assim, a atuação da Administração deve atender ao seguinte:

    a) Assegurar a proteção dos locais mais valiosos para a prática dos desportos de deslize, promovendo a avaliação dos potenciais impactos negativos das obras costeiras perturbadoras da qualidade das condições das «ondas com especial valor para a prática de desportos de deslize» e quando possível a adoção de soluções alternativas;

    b) Promover a gestão integrada das «ondas com especial valor para a prática dos desportos de deslize - nível I»;

    c) Promover a valorização das «ondas com especial valor para a prática dos desportos de deslize», reconhecendo o seu valor como património natural e assegurando a sua proteção, estudo e promoção;

    d) Adotar medidas de gestão que assegurem a mitigação das pressões sobre o meio costeiro, marinho e terrestre, resultantes do crescimento da prática desportiva, e o aproveitamento sustentável das oportunidades económicas associadas aos desportos de deslize;

    e) Promover a compatibilização de interesses conflituantes entre atividades, modalidades e utilizações das praias e dos planos de água associados, criando condições para uma utilização segura destes espaços;

    f) Promover um maior conhecimento do ambiente costeiro e dos fatores que concorrem para a singularidade de cada onda e das implicações que as alterações climáticas terão nestes recursos turísticos.

    - A consagração de Matosinhos como Reserva Mundial de Surf pela organização internacional Save the Waves Coalition, World Surfing Reserves1;

    1 Cuja janela de submissão decorre de 30 de junho a 30 de setembro de 2018 e critérios que conduzem ao seu reconhecimento oficial são a qualidade e a consistência das ondas, a importante história e cultura de surf local, a riqueza e sensibilidade ambiental da área e, ainda, a forte mobilização da comunidade. A acontecer a referida classificação faria de Matosinhos a segunda reserva de Portugal e da Europa, a para da Ericeira, estatuto, este, que seria responsável por inquantificáveis benefícios económicos, lúdicos e reputacionais para o Concelho de Matosinhos, mas cujo objetivo principal é a preservação, defesa e conservação das zonas de surf, das praias, do meio ambiente circundante e demais patrimónios ambientais e culturais.

    Consultem aqui o manifesto

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fotografias: Freguesia de Matosinhos - Leça da Palmeira

Tags
  • Leixões
  • porto
  • matosinhos
  • Movimento Matosinhos com Onda
  • surf
  • Sustentabilidade
  • Impacte Ambiental
pub
similar News
similar
setembro 30
Bodyboard: Dino Carmo e Teresa Almeida querem aproveitar factor casa na etapa da Nazaré
setembro 30
Guincho coroou os novos campeões nacionais de kitesurf da FPKite
setembro 30
Ellie-Jean Coffey diz ter sido “abusada pelos poderosos do surf”
setembro 30
Descida das Seis Pontes regressa ao Douro no sábado
setembro 30
MEO Portugal Cup of Surfing novamente na água em Ribeira d’Ilhas
setembro 30
Surf Pro Espinho define campeões europeus na próxima semana
setembro 29
Presença de Alex Botelho marcou formação 'Surf & Rescue' em Sagres
pub