Homepage

  • Dois ataques de tubarão seguidos na WA
    16 abril 2018
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Twitter
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Dois surfistas foram atacados em praias vizinhas, com o primeiro ataque a obrigar mesmo à paragem da prova feminina do Margaret River Pro.
  •  

    As autoridades marítimas e os surfistas do Oeste australiano estão em alerta depois de se terem registado dois ataques de tubarão seguidos durante esta segunda-feira. Ambos aconteceram nas redondezas de Margaret River e obrigaram mesmo à paragem da etapa do WWT, que se encontrava na água.

    O primeiro ataque ocorreu pela manhã cedo, no spot de Cobblestones, em Gracetown, perto de Margaret River. Alejandro Travaglini, de 37 anos, estava a surfar quando foi atacado e mordido em ambas as pernas. Os amigos retiraram-no da água e fizeram um torniquete nos ferimentos com o leash da prancha do surfista de nacionalidade argentina, mas residente no local.

    Este primeiro ataque chegou mesmo a forçar uma pausa no Margaret River Pro, numa altura em que se estava a disputar a segunda ronda da prova feminina. O surfista teve mesmo de ser evacuado de helicóptero para um hospital em Perth, a cerca de 300 quilómetros do local do ataque. Os meios locais afirmar que a vítima se encontra em condição estável, depois de ter sido operado.

    Ao início da tarde aconteceu mais um ataque, mas no spot de Left Handers, também em Gracetown. Um surfista dinamarquês de 41 anos foi mordido numa das pernas. O surfista foi tratado na praia pelos paramédicos, depois de ter ficado “apenas” com ferimentos menores. Segundo o próprio, tratou-se de “um tubarão branco com cerca de 4 metros” e as dentadas do animal ficaram bem patentes na sua prancha.

    O fotógrafo Peter Jovic presenciou o primeiro ataque e contou à comunicação social que a cena foi idêntica à do ataque sofrido por Mick Fanning em Jeffreys Bay em 2015, durante a final do J-Bay Open, embora neste caso o tricampeão mundial australiano tenha saído ileso.

    Estes são apenas mais dois incidentes numa região famosa pelos ataques registados. Na semana passada o campeão mundial de surf John John Florence já terá tido um encontro no lineup com dois tubarões, mas acabou por não se verificar qualquer incidente.

    Esta situação pode vir a reacender o debate local sobre os ataques de tubarões, isto depois de já ter sido equacionado no passado colocar drumlines pela costa do oeste australiano, para impedir que estes animais se cheguem perto de surfistas e banhistas.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Tubarão
  • ataque de tubarao
  • West Oz
  • Margaret River Pro
  • Gracetown
  • Fotografia
    Twitter
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
janeiro 30
Frio não desarma e deixa todo o território continental em aviso amarelo
janeiro 27
Tempo frio vai continuar pelo menos até quinta-feira
janeiro 27
FPS anuncia 'grande mudança' no acesso aos circuitos em 2023
janeiro 27
Revelado calendário dos circuitos regionais de surf para 2023
janeiro 26
Produção diária de energia eólica atingiu novo recorde em Portugal
janeiro 26
Cidade chinesa regista temperatura recorde de -53ºC
janeiro 26
Frio fica para o fim de semana: todo o continente vai estar sob aviso amarelo