Homepage

  • SOS Quinta dos Ingleses - Salvem a praia de Carcavelos
    25 abril 2018
    arrow
    arrow
  • O Movimento SOS Quinta dos Ingleses entregou esta manhã a Petição Em Defesa do Ambiente e Espaços Verdes em Carcavelos e Parede, para ir a discussão na Assembleia da República.
  • Comunicado, Movimento SOS Quinta dos Ingleses:

     

    O último desafio proposto aos cidadãos subscritores foi o mais simbólico. O objectivo era ultrapassar as 6555 assinaturas manifestando a insatisfação global sobre PLANO DE PORMENOR DO ESPAÇO DE REESTRUTURAÇÃO URBANÍSTICA DE CARCAVELOS -SUL (PPERUCS). Um objectivo claramente atingido já que a esta data a petição foi subscrita por 6613 pessoas. O simbolismo deste número (6555) prende-se com o facto de este ter sido o número de votos que a Presidente da Junta de Freguesia local, à data, Zilda Costa da Silva, teve para assumir as suas funções - Actualmente apenas exerce funções na Assembleia Municipal e em várias empresas de Câmara e associações subsidiadas pela... Câmara.

     

    Petição Pública:

     http://peticaopublica.com/mobile/pview.aspx?pi=PT88710

     

    E o Movimento SOS Quinta dos Ingleses não esquece aquilo que denomina "uma das maiores traições à Democracia Representativa" pois Zilda da Silva, votou a favor desta megalómana construção quando foi mandatada em Assembleia de Freguesia para votar contra, permitindo, assim, que este projecto fosse aprovado por um voto.

    O Movimento entregou com 6613 mas acredita que o número será ainda maior na data que a petição for discutida no Parlamento.

    Recordamos que com a petição acima nomeada, o Movimento SOS Quinta dos Ingleses entre outros, pretende:

    - Que a evolução do projecto seja revogada para dar lugar a uma ampla discussão pública, com a divulgação precisa do Plano e durante o tempo necessário ao esclarecimento dos munícipes;

    - A realização de estudos independentes sobre o impacto ambiental tendo em consideração a construção na área da Quinta dos Ingleses e áreas circundantes, as alterações climáticas que se verificam e os efeitos da previsível subida do nível do mar;

    - Reverter o processo ou reduzir a área de construção de forma significativa;

    - Criar um amplo espaço verde público junto à praia, onde predominem as áreas de lazer, bem-estar e desporto ao ar livre em simbiose entre o Homem e a Natureza;

    - Caso necessário, a expropriação do terreno para a protecção do ambiente;

     

    Assim, o que irão expor, de acordo com o Artigo 66.º da Constituição da República Portuguesa é que:

    1. Todos têm direito a um ambiente de vida humano, sadio e ecologicamente equilibrado e o dever de o defender.

    2. Para assegurar o direito ao ambiente, no quadro de um desenvolvimento sustentável, incumbe ao Estado, por meio de organismos próprios e com o envolvimento e a participação dos cidadãos:

    a) Prevenir e controlar a poluição e os seus efeitos e as formas prejudiciais de erosão;

    b) Ordenar e promover o ordenamento do território, tendo em vista uma correcta localização das actividades, um equilibrado desenvolvimento sócio-económico e a valorização da paisagem;

    c) Criar e desenvolver reservas e parques naturais e de recreio, bem como classificar e proteger paisagens e sítios, de modo a garantir a conservação da natureza e a preservação de valores culturais de interesse histórico ou artístico;

    d) Promover o aproveitamento racional dos recursos naturais, salvaguardando a sua capacidade de renovação e a estabilidade ecológica, com respeito pelo princípio da solidariedade entre gerações;

     

    Acrescenta-se que o Movimento SOS Quinta dos Ingleses solicitou no dia 5 de Abril uma audiência à Comissão do Ambiente da Assembleia da República onde irá apresentar estudos ambientais independentes e pedir, além daquilo do que está exposto, uma comunicação ao

    Ministro do Ambiente para eventual medida legislativa ou administrativa e um envio para o Procurador-Geral da República, ou Polícia Judiciária, um pedido de investigação de todos os contornos deste Plano de Pormenor.

     

    O Movimento considera uma falácia sem qualquer fundamento legal a única razão apresentada - o pagamento de uma avultada indemnização - pelo executivo camarário para dar seguimento a este ataque ambiental, ao meio ambiente, à praia e aos desportos náuticos, à mobilidade e à qualidade de vida dos moradores e dos visitantes de Carcavelos.

     

    Para mais informações, contactar:

    Tiago Albuquerque, porta-voz do movimento "SOS Quinta dos Ingleses - Vamos salvar a praia de Carcavelos"

     

    E-mail: sosquintaingleses@gmail.com

    O grupo nas redes sociais:

     https://www.facebook.com/SOSQuintadosIngleses/

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • SOS Quinta dos Ingleses
  • Salvem a praia de Carcavelos
  • manifestação
  • Assembleia da República
  • Surf
  • Carcavelos
  • Praia de Carcavelos
  • cascais
  • Portugal
  • turismo de portugal
similar News
similar
janeiro 24
Arranca este sábado curso de Treinadores de Nível 1 na Caparica
janeiro 24
Inscrições disponíveis para os primeiros cursos de Treinadores de Surfing Grau I da ASI Portugal em 2022
janeiro 24
Descoberto um dos maiores recifes de coral do mundo no Taiti
janeiro 24
Homem de 57 anos passa 27 horas consecutivas no Pacífico e sobrevive ao tsunami no Tonga
janeiro 23
Documentário sobre o 7º Capítulo Perfeito vai ser transmitido este domingo na TV portuguesa
janeiro 20
Investigação pede fim do 'consumo excessivo' para travar perda da biodiversidade
janeiro 20
Colónia de peixes com 60 milhões de ninhos é descoberta na Antártida