Homepage

  • Derrame de petróleo na Colômbia mata milhares de animais
    03 abril 2018
    arrow
    arrow
  • A mancha já alcança mais de 23 quilómetros de comprimento. A pesca foi também seriamente atingida.
  • Centenas de barris de petróleo contaminaram três rios e estão afetando milhares espécies no norte da Colômbia, após uma fuga que começou há 24 dias e ainda não foi completamente controlada pela estatal Ecopetrol.

    A emergência ambiental, que atinge o município de Barrancabermeja, no departamento de Santander, começou em La Lizama 158, um poço inativo (aparentemente, pelos vistos) de onde está a sair petróleo desde o dia 3 de março.

    NOTÍCIA: Também querem explorar petróleo em portugal!

    Até há passada segunda-feira (26 de Março) haviam saído até à superfície, aproximadamente "500 barris de petróleo", disse à AFP uma fonte da Ecopetrol.

    Entretanto, milhares barris de água, barro e petróleo alcançaram vários riachos de Santander, o que aprofundou bastante o estado de emergência.

    A mancha já alcança mais de 23 quilómetros de comprimento.

    A partir do dia 12 de março a situação ainda se complicou mais porque "não havia contenção nem retenção (do petróleo)", disse Claudia González, diretora da Agência Nacional de Licenças Ambientais (ANLA).

    Sabe-se agora que as substâncias misturaram-se com as águas dos riachos de Lizama e Caño Muerto e do rio Sogamoso.

    Quase 70 pessoas que habitavam as margens dos rios tiveram que ser realojadas de maneira preventiva, enquanto 1235 mamíferos, aves e répteis foram resgatados da contaminação, segundo a Ecopetrol.

    A pesca foi também seriamente atingida.

    "Não tenho praticamente nada para comer. A vida toda vivemos do rio e a contaminação já chegou a Magdalena", o principal rio da Colômbia, afirmou Elkin Cala, um morador da área, ao canal Uno de notícias.

    A empresa espera controlar a fuga o quanto antes, embora segundo a ANLA esta tarefa possa demorar mais duas semanas.

    Na zona há outros 14 poços, dos quais três já estão inativos.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fotografia: W e CR

    Fonte: NatGeo e EM

Tags
  • crime ambiental
  • Colômbia
  • rios
  • riachos
  • Poluição
  • Exploração
  • Petróleo
  • hidrocarbonetos
  • poços
  • Floresta
  • Sustentabilidade
  • Alterações climáticas
  • derrame
  • animais
  • Natureza
  • Ecopetrol
  • Lizama
  • Caño Muerto
  • Sogamoso
pub
similar News
similar
janeiro 23
Surf to Win apresenta equipa oficial para 2020
janeiro 24
Lewis Pugh é o primeiro humano a nadar sob camada de gelo na Antártida
janeiro 24
Gondomar retira das serras 3 toneladas de lixo por semana
janeiro 22
Tempestade Glória provoca ondulação inédita no Mediterrâneo
janeiro 23
Vem aí o Pacto Português para os Plásticos
janeiro 23
O ornitorrinco pode desaparecer devido à ocupação humana
janeiro 24
Austrália enfrenta praga de aranhas mortíferas