Homepage

  • Derrame de petróleo na Colômbia mata milhares de animais
    03 abril 2018
    arrow
    arrow
  • A mancha já alcança mais de 23 quilómetros de comprimento. A pesca foi também seriamente atingida.
  • Centenas de barris de petróleo contaminaram três rios e estão afetando milhares espécies no norte da Colômbia, após uma fuga que começou há 24 dias e ainda não foi completamente controlada pela estatal Ecopetrol.

    A emergência ambiental, que atinge o município de Barrancabermeja, no departamento de Santander, começou em La Lizama 158, um poço inativo (aparentemente, pelos vistos) de onde está a sair petróleo desde o dia 3 de março.

    NOTÍCIA: Também querem explorar petróleo em portugal!

    Até há passada segunda-feira (26 de Março) haviam saído até à superfície, aproximadamente "500 barris de petróleo", disse à AFP uma fonte da Ecopetrol.

    Entretanto, milhares barris de água, barro e petróleo alcançaram vários riachos de Santander, o que aprofundou bastante o estado de emergência.

    A mancha já alcança mais de 23 quilómetros de comprimento.

    A partir do dia 12 de março a situação ainda se complicou mais porque "não havia contenção nem retenção (do petróleo)", disse Claudia González, diretora da Agência Nacional de Licenças Ambientais (ANLA).

    Sabe-se agora que as substâncias misturaram-se com as águas dos riachos de Lizama e Caño Muerto e do rio Sogamoso.

    Quase 70 pessoas que habitavam as margens dos rios tiveram que ser realojadas de maneira preventiva, enquanto 1235 mamíferos, aves e répteis foram resgatados da contaminação, segundo a Ecopetrol.

    A pesca foi também seriamente atingida.

    "Não tenho praticamente nada para comer. A vida toda vivemos do rio e a contaminação já chegou a Magdalena", o principal rio da Colômbia, afirmou Elkin Cala, um morador da área, ao canal Uno de notícias.

    A empresa espera controlar a fuga o quanto antes, embora segundo a ANLA esta tarefa possa demorar mais duas semanas.

    Na zona há outros 14 poços, dos quais três já estão inativos.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fotografia: W e CR

    Fonte: NatGeo e EM

Tags
  • crime ambiental
  • Colômbia
  • rios
  • riachos
  • Poluição
  • Exploração
  • Petróleo
  • hidrocarbonetos
  • poços
  • Floresta
  • Sustentabilidade
  • Alterações climáticas
  • derrame
  • animais
  • Natureza
  • Ecopetrol
  • Lizama
  • Caño Muerto
  • Sogamoso
similar News
similar
fevereiro 08
Aviso amarelo de chuva alargado aos distritos de Lisboa e Setúbal
fevereiro 08
Condomínio privado vai nascer bem próximo de Ribeira d'Ilhas para 'atrair entusiastas de surf'
fevereiro 08
Fundo dinamarquês quer investir oito mil milhões de euros em energia eólica ao largo da Figueira da Foz
fevereiro 07
O tempo vai mudar esta quarta-feira: vem aí chuva em especial na região Sul
fevereiro 07
Seleção Nacional de Surf inicia operação Mundial ISA/Eurosurf com estágio em Peniche
fevereiro 07
Caparica recebe em março prova de qualificação para a Liga MEO Surf 2023
fevereiro 07
Cursos de Treinadores de Surfing Grau I/Surf Grau II da ASIP alargados a novos locais e já com inscrições abertas