Homepage

  • Limpeza do Tejo vai custar um milhão de euros
    22 fevereiro 2018
    arrow
    arrow
  • Matos Fernandes indicou que a limpeza vai custar entre 1 e 1,2 milhões de euros, uma verba que, será paga pelo Fundo Ambiental.
  • O ministro do Ambiente, Pedro Matos Fernandes, adiantou esta quarta-feira que só foram retirados 60 metros cúbicos de efluentes dos 30 mil metros cúbicos acumulados no Tejo.

    Matos Fernandes, a responder na Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação sobre a poluição no Rio Tejo, disse que só daqui a um mês será apresentado um plano definitivo para a remoção dos sedimentos. Para já, está a ser adquirido o equipamento para o efeito.

    Consultem aqui as nossas "RiverCams"

    O deputado André Silva, do PAN, perguntou ao ministro quem é que vai pagar a remoção dos sedimentos do Tejo. "Vamos ser todos nós ou as empresas de celulose?"

    Matos Fernandes indicou que a remoção global dos efluentes vai custar entre um milhão e 1,2 milhões de euros, uma verba que, explicou, será paga pelo Fundo Ambiental.

    A sessão começou com o Bloco de Esquerda a questionar o ministro do Ambiente sobre o que vai ser decidido quando terminar, a 5 de março, o prazo que restringe as descargas da empresa de celulose Celtejo no Rio Tejo.

    A Celtejo é uma empresa de celulose de Vila Velha de Ródão e uma das fábricas de pasta e papel da Altri (pertencente a Paulo Fernandes, que detém também o jornal O Correio da Manhã).

    O governante não respondeu ao Bloco, que voltou a pedir a responsabilização da Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

    Igualmente, André Silva, do PAN, responsabilizou a APA. Ao autorizar a licença que permitiu à Celtejo triplicar as descargas no Tejo, "a APA legalizou um crime", defendeu.

    Em resposta, o ministro do Ambiente que acha a exploração de petróleo na nossa costa normal, afastou a eventual demissão do presidente da APA, Nuno Lacasta. "Sendo nós poucos, não é tempo de excluir quem pode fazer parte da solução, não se trata de confiar ou não confiar", declarou.

    Um assunto que ainda vai dar que falar.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reportspreparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Foto: OR Fonte: JN

Tags
  • fundo ambiental
  • ministro ambiente
  • João Pedro Matos Fernandes
  • apa
  • Agência Portuguesa do Ambiente
  • Rio Tejo
  • Poluição
  • celulose
  • celtejo
  • Sustentabilidade
  • água
  • Ambiente
pub
similar News
similar
janeiro 23
Surf to Win apresenta equipa oficial para 2020
janeiro 24
Lewis Pugh é o primeiro humano a nadar sob camada de gelo na Antártida
janeiro 24
Gondomar retira das serras 3 toneladas de lixo por semana
janeiro 22
Tempestade Glória provoca ondulação inédita no Mediterrâneo
janeiro 23
Vem aí o Pacto Português para os Plásticos
janeiro 23
O ornitorrinco pode desaparecer devido à ocupação humana
janeiro 24
Austrália enfrenta praga de aranhas mortíferas