Homepage

  • Surfista denuncia poluição extrema no Norte
    09 janeiro 2018
    arrow
    arrow
  • Será que vamos todos ficar de braços cruzados a ver estas calamidades acontecerem à frente dos nossos olhos?
  • Infelizmente, esta situação não é de agora.

    A Praia de Espinho e de Matosinhos, frequentadas por milhares de pessoas tanto na época balnear como no resto do ano, continuam constantemente a ser alvo de poluição extrema.

    A última vítima desta calamidade foi o surfista Nortenho, Frederico Godinho. Na manhã deste Domingo, Frederico saiu da água e demonstrou-se chocado com todo o cenário à sua volta.

    O surfista do Norte fez o seu papel de cidadão ativo e deu a partilhar com toda a comunidade as condições com que se deparou na praia, naquela tão normal manhã de domingo.

    "Venho aqui relatar uma situação que aconteceu na manhã de domingo, dia 7 de Janeiro, numa praia da zona do Porto, em que após 10 minutos de ter entrado no mar para remar me vi obrigado a sair por ter os meus pés e da pessoa que estava comigo a começar a ficar coberto com petróleo.

    Estavam ainda duas aves mortas na praia, uma delas coberta de petróleo. Já no dia anterior na praia de Espinho estava um pássaro ainda vivo mas completamente imobilizado pela camada de petróleo que o cobria.

    Entrei em contacto com a Polícia Marítima que me informou que já desde sábado estava ao corrente da existência de petróleo nesta zona da Costa mas que ainda não teve oportunidade de emitir qualquer comunicado, apesar de estar a tratar disso.

    Fiquei bastante indignado, pois as pessoas devem ser informadas sobre isto afim de evitar possíveis consequências para a saúde.

    Envio algumas fogos e um vídeo do sucedido.

    Conto com a vossa colaboração para podermos fazer alguma coisa que altere esta situação é que faça com que situações desta deixem de acontecer, sinto-me bastante revoltado com isto, e sozinho não sei o que fazer, como proceder

    Envio ainda uma situação de um golfinho morto na praia de Espinho (Imagens da manhã de 9 de Janeiro) que não sei se estará directamente ligado ao petróleo."

    Será que vamos todos ficar de braços cruzados a ver estas calamidades contra a natureza e saúde pública acontecerem à frente dos nossos olhos?

    Aos mais interessados, assinem esta petição contra o que se está a passar e enviem o vosso manifesto ou parecer contra a situação para a APA - Associação Portuguesa do ambiente em geral@apambiente.pt Câmara Municipal em mail@cm-matosinhos.pt ou turismo@cm-matosinhos.pt a fim de parar este disparate.

    Fiquem com o resultado da última análise às águas das Praias de Matosinhos:

    Mais uma vítima da poluição:

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

     

     

Tags
  • praia
  • norte
  • matosinhos
  • porto
  • poluição
  • surf
  • golfinho
  • animais
  • animais marinhos
  • Petróleo
  • Praia Internacional do Porto
  • Descargas
  • crime
  • bodyboard
  • praias
  • saúde pública
  • pesca
pub
similar News
similar
abril 09
Ainda há quem continue a surfar, apesar do surf estar interdito
abril 09
Himalaias já são visíveis da Índia devido à queda da poluição do ar
abril 08
Peças de Lego podem resistir até 1300 anos no mar
abril 09
Requalificação da Estrada da Meia Praia vai avançar
abril 09
Chuva dá tréguas na Páscoa
abril 09
Temperaturas de março entre as mais altas desde que há registo do mês
abril 09
Polícia investiga estrela australiana que furou quarentena para surfar
pub