Homepage

  • Europa chumba pesca elétrica
    17 janeiro 2018
    arrow
    arrow
  • Os holandeses defendiam que este método era mais económico e ecológico para o ambiente
  • O Parlamento Europeu votou ontem contra a utilização da pesca elétrica para apanhar peixe, seguindo assim a posição defendida por diversas organizações ambientalistas.

    A técnica, que consiste no uso de impulsos elétricos, através de redes seguradas por uma estrutura rígida em que a rede é substituída por uma rede elétrica, era essencialmente defendida pela Holanda, que já a usava de forma intensiva no âmbito de investigação científica.

    Até agora, apenas cinco por cento da frota pesqueira dos países membros podia recorrer a este método. A exceção era mesmo o Mar do Norte, onde a Holanda já podia equipar 100 por cento da frota com redes de arrasto elétricas.

    Os holandeses defendiam que este método era mais económico e ecológico para o ambiente, enquanto as organizações de conservação animal criticavam a suposta crueldade da técnica.

    Agora, o Parlamento Europeu deverá entrar em negociações com a Comissão Europeia para passar o voto a lei.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Foto: EcoGuia Fonte: Euronews

Tags
  • Pesca ilegal
  • pesca
  • pesca eléctrica
  • pesca elétrica
  • europa
  • peixe
  • ambiente
  • oceanos
  • Sustentabilidade
similar News
similar
setembro 22
Onda californiana de San Miguel a salvo de possível extinção
setembro 22
Há uma nova onda na Indonésia: é gerada por um navio encalhado e repete história do século XX
setembro 20
Kanoa Igarashi, de vice-campeão mundial ISA à prata olímpica em casa
setembro 22
Abriram as inscrições para o Campeonato Nacional de Surf Esperanças Sub-14
setembro 22
Exposição Viva celebra 1ª edição do Programa Atlantis no Dia Nacional da Água
setembro 21
Época balnear em Espinho prolongada até 26 de setembro
setembro 22
Nível do mar continua a subir a um ritmo alarmante