Homepage

  • Perigo de derrame contido em frente à Ria Formosa
    16 janeiro 2018
    arrow
    arrow
  • Má acomodação de sedimentos nos depósitos da draga pode ter contribuído para provocar a viragem da embarcação
  • No seguimento da notícia avançada esta manhã, de uma draga que se virou em Olhão, as autoridades marítimas concluíram a colocação de barreiras antipoluição para conter eventuais derrames de combustível junto à draga que virou em Olhão e vão manter a vigilância do local durante a noite, disse o capitão do porto.

    Em declarações ao Beachcam.pt, o Comandante Pedro Coelho Dias, Porta-voz do Gabinete do Almirante do Estado Maior das Forças Armadas disse: "Às 17:45 demos por terminadas as operações de combate à poluição da draga que se virou. De acordo com as buscas subaquáticas, apenas existe uma pequena fuga de gasóleo a ré que se pode considerar residual, no entanto a barreira está montada."

    Acrescentou ainda:

    "Amanhã vai tentar-se retirar o combustível e antecipam-se que possam decorrer duas semanas até à draga ser retirada."

    Já Nunes Ferreira disse à agência Lusa que, durante a tarde, “já foi posta a barreira” em redor da embarcação e verificou-se que “não há fuga de combustível [gasóleo] ou óleo” a sair da draga, que também ficou sem inertes nos depósitos porque “a areia saiu”.

    "Vamos durante a noite manter a vigilância do local e continuaremos com esse trabalho enquanto aguardamos que o dono da embarcação apresente o plano para a sua remoção”, afirmou o capitão do Porto de Olhão, Nunes Ferreira, em declarações à agência Lusa.

    A mesma fonte disse ter recebido indicações de que o proprietário já contactou com uma empresa especializada que está a fazer a avaliação da situação e a estudar a melhor forma de remover a draga da zona, localizada a uma milha da ilha da Armona, no concelho de Olhão.

    Questionado sobre o horizonte temporal para proceder a essa tarefa, o capitão do porto disse que o prazo é de “entre 48 a 96 horas”.

    Aproveitamos para agradecer desde já, a pronta ajuda de todas as pessoas da AMN com quem falámos, nomeadamente a do Comandante Coelho Dias, que já "fora de horas" se demonstrou inteiramente disponível para ajudar a divulgar estas informações. 

    Má acomodação de sedimentos

    Uma má acomodação de sedimentos nos depósitos da draga pode ter contribuído para provocar a viragem da embarcação, segundo disse à Lusa, o presidente da Câmara, António Miguel Pina.

    O autarca frisou, no entanto, que é cedo para tirar conclusões definitivas, porque ainda estão a ser investigadas as causas da viragem da draga de 80 metros, ocorrida junto à Armona, uma das ilhas-barreira da Ria Formosa.

    A embarcação em causa participava nos trabalhos de dragagem no Lavajo e “o local de retirada [de areias] era a barra e o de deposição era a praia do Barril”, em Tavira, precisou o autarca.

    A draga virou-se de manhã, pelas 08:10, a cerca de uma milha a sudoeste da saída da barra do Lavajo, na ilha da Armona, provocando a queda ao mar de quatro trabalhadores que foram resgatados com sintomas de hipotermia.

    Segundo o Capitão do Porto de Olhão, os quatro tripulantes foram transportados para o hospital de Faro, “um dos quais, também, com uma possível lesão da coluna cervical”. Segundo a Autoridade Marítima Nacional, os tripulantes da draga, com cerca de 80 metros de comprimento, foram recolhidos poucos minutos após a queda pelo táxi marítimo que os transportou à embarcação para a mudança de turno e os encaminhou para a Estação Salva-vidas de Olhão.

    Fotos cedidas pelo Comandante Coelho Dias

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fonte: tvi

     

Tags
  • draga
  • olhão
  • Armona
  • ilha
  • areias
  • Poluição
  • Ria Formosa
  • Algarve
  • barco
  • Naufrágio
  • Autoridade Marítima Nacional
pub
similar News
similar
outubro 30
Estação Salva-vida de Cascais prestou apoio a 5 surfistas
outubro 30
Aprovado projeto do Ericeira Surf Clube para comemorar o 10º aniversário da Reserva Mundial de Surf
outubro 30
Temperaturas amenas e aumento da nebulosidade no fim de semana
outubro 30
Praia de Melides vai ter um novo passadiço
outubro 30
Mais de 375 kg de lixo recolhidos em ação de limpeza costeira em Sesimbra
outubro 30
Outubro está a acabar e pela primeira vez o Mar de Laptev ainda não congelou
outubro 29
Coral com 500 metros de altura foi descoberto na Grande Barreira
pub