Homepage

  • Pequena vitória para salvar as ondas da Figueira da Foz
    14 novembro 2017
    arrow
    arrow
  • O muro iria afectar a onda do Cabedelo, piorando assim as condições para a prática de surf na praia que é muito frequentada para o efeito.
  • Movimento cívico SOS Cabedelo, que criticava a forma como estava prevista a empreitada, aplaude. Autarquia vai apresentar alternativa.

    A intervenção para repor o cordão dunar da praia do Cabedelo, na Figueira da Foz, não vai ser executada. Pelo menos não nos moldes em que estava desenhada. A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) “deixou cair” a obra que tinha sido contestada pelo movimento cívico SOS Cabedelo.

    O SOS Cabedelo criticava a construção do muro e a forma como era feito o reforço do cordão. Primeiro porque o muro iria afectar a onda do Cabedelo, piorando assim as condições para a prática de surf na praia que é muito frequentada para o efeito, apontavam. No caso do reforço das dunas, o movimento questionava a origem dos sedimentos. O movimento manifesta por isso satisfação com o anúncio.

    Miguel Figueira, do SOS Cabedelo, lembra que a tentativa de travar a empreitada consistiu no envio de duas queixas à Comissão Europeia, num esforço que passou também pela sensibilização para a causa que envolveu o surfista norte-americano Garrett McNamara.

    O movimento contestava a ripagem de areias - que consiste na retirada de sedimentos da zona de rebentação – para reforçar as dunas. A APA negou a prática e garantiu que o previsto era ir buscar sedimentos à zona do Cabedelinho.

    “Eles estavam a roubar areia ao mar. A obra parou. Mas a costa continua em perigo”, afirma Miguel Figueira, para quem é importante esclarecer o que se vai passar a seguir no Cabedelo. “Só parar a empreitada não chega. Ficámos a meio caminho”. Se antes se estava a “agravar o défice” de sedimentos na praia, a questão agora é “quando é que vamos começar a repor”. Agora é importante proceder à “alimentação da praia submersa” para o “reequilíbrio da deriva”, algo que é possível fazer com recurso à areia depositada imediatamente a Norte da foz do Mondego, na praia da Figueira, defende.

    João Ataíde explica que a autarquia vai fazer uma candidatura no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR) para levar a cabo o reforço do cordão dunar do Cabedelo. Contactada a APA sobre a intervenção no Cabedelo, ainda não foi obtida qualquer resposta.

    Proteger as ondas

    Esta semana, o município adjudicou uma obra de 2,64 milhões de euros naquela zona que implica novos parques de estacionamento e uma praça na frente de mar. Praça essa que seria protegida pelo muro que a APA deixou cair. Uma questão que o presidente admite ter de ajustar com o arquitecto responsável. “É só evitar que haja um galgamento que ponha em causa a praça”, construindo “uma protecção para eventuais avanços do mar”, afirma.

    A retirada do projecto da APA não tranquiliza Miguel Figueira. Para além dos receios sobre o método de combate à erosão costeira, a construção da “praça do surf” é uma preocupação. “A câmara desenhou a praça, que vai com lajeados até esse muro. Mas já não tens essa protecção”, aponta. “É uma obra que já não tem suporte”, refere, acrescentando que a praça “deve recuar” em relação ao mar e que aquele local “deve manter-se praia”.

    Uma construção de uma estrutura naquele ponto também teria consequências na onda do Cabedelo. “Uma estrutura rígida vai fazer com que o resto da onda faça refluxo, propaga-se no sentido contrário e estraga as ondas todas. Faz um efeito de onda de ressaca e isso dá cabo do surf”, explica.

    O presidente da Figueira da Foz garante que fazer uma intervenção “que não ponha em causa a prática de surf” é uma preocupação. O objectivo, assegura Ataíde, é mesmo valorizar uma zona que actualmente é um “espaço industrial degradado” para a transformar numa “estância de surf”.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu ní­vel de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fonte: Público Fotografia: SF

Tags
  • Agência Portuguesa do Ambiente
  • surf
  • Sustentabilidade
  • SOS Cabedelo
  • Figueira da Foz
  • ondas
  • Garret McNamara
  • nazaré
  • Cordão Dunar
  • crime ambiental
pub
similar News
similar
setembro 22
Porto & Matosinhos Wave promove surf aliado à responsabilidade social
setembro 22
Manas Coffey lançam site com conteúdos para… adultos
setembro 21
Mais de 250 baleias-piloto estão encalhadas numa área remota da Tasmânia
setembro 21
Lançado guia sobre as 25 espécies de tubarões que existem nos Açores
setembro 21
10 factos estatísticos (impressionantes) sobre Teresa Bonvalot
setembro 21
Ação de plogging 'Deixe a Apúlia Limpa' recolhe 170 litros de lixo
setembro 21
Water Kings levou muita adrenalina a Lagos
pub