Homepage

  • Apelo em torno da raposa na Praia de Tavira
    11 outubro 2017
    arrow
    arrow
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Nos últimos dias foram avistadas três raposas (a mãe e duas crias) na praia de Cabanas de Tavira
  • Ambientalistas pedem à população que não alimente estes animais selvagens. Além de comprometer o seu estado de saúde, complica o trabalho das equipas que estão no terreno a tentar resgatá-los.

    Nos últimos dias foram avistadas três raposas (a mãe e duas crias) na praia de Cabanas de Tavira, no Algarve. Estando um dos animais aparentemente doente, as entidades competentes (ICNF, equipa do SEPNA da GNR, Polícia Marítima, entre outras) tentam proceder à sua captura pelo menos desde segunda-feira. Tais esforços não foram bem-sucedidos, de acordo com as últimas informações de ontem. Pede-se, por isso, a colaboração de todos.

    CRAM lança apelo a quem faz desporto no mar

    Neste sentido, o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens, o RIAS – entidade também envolvida desde a primeira hora – alerta a população que “os animais não devem ser alimentados e o contacto e/ou interacção com humanos deve ser evitado ao máximo”, dado que “a sobrevivência de um animal selvagem, numa situação como esta pode ficar gravemente comprometida, pois a habituação ao Homem pode ser irreversível”, lê-se num comunicado do RIAS.

    No caso concreto destas raposas, detalham, a alimentação errada, disponibilizada pelas pessoas, é uma das causas para o seu estado de saúde. É, aliás, essa alimentação que está também a “prejudicar o processo de captura pelas autoridades competentes”. “Este caso tem sido, infelizmente, um exemplo do que não deve ser feito na presença de um animal selvagem. Apesar da boa vontade de toda a gente, estas situações devem ser tratadas pelas autoridades e pelos seus técnicos especializado”.

    A Animal faz o mesmo apelo à população. “Ainda que com boas intenções, existem pessoas que têm alimentado a referida raposa e interferido na manutenção das jaulas para a captura (que será o melhor método para o efeito, uma vez que disparar dardos tranquilizantes poderá ter um efeito nefasto estando o animal tão debilitado)”. (...) Claro que as pessoas têm sido excelentes nas denúncias e tudo o mais, mas por vezes, ao tentar ajudar, na verdade, a situação piora”.

    Em suma, concretiza a Animal, as pessoas sentem pena da raposa e por isso fecham as jaulas, mas isso só a prejudica. “Este é, no momento, o método mais seguro para a sua vida e não está a resultar por conta deste ‘boicote’. Pedimos, assim, a quem possa ler e tenha conhecimento destas acções, para que, por favor, não o faça”.

    Desejamos as rápidas melhoras a esta nossa amiga raposa e a toda a sua família!

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fotos: Sul Info

Tags
  • Raposa
  • Tavira
  • Algarve
  • animais
  • raposas
  • praia
  • praias
  • Vida Animal
  • Vida Selvagem
similar News
similar
janeiro 18
O sol está de partida, chuva e vento no horizonte
janeiro 17
Interdito o acesso ao paredão de Cascais
janeiro 18
Governo japonês continua a garantir realização de Tóquio'2020, apesar do crescimento da pandemia
janeiro 17
Faleceu o lendário shaper havaiano Ben Aipa
janeiro 17
Massive Saturday! Jaws recebeu sessão do ano (e talvez da história!)
janeiro 15
Confinamento: AESDP esclarece posição tomada sobre atividade das escolas de surf
janeiro 15
Jaws prepara-se para receber maior ondulação dos últimos anos