Homepage

  • Portugal lidera destacado o Eurosurf 2017
    12 outubro 2017
    arrow
    arrow
  • Quando faltam dois dias para o Eurosurf 2017 terminar, Portugal segue destacado na liderança da prova. A seleção nacional confirmou hoje a presença na final principal de todas as categorias, contando com duas atletas na final de surf feminino e três lusos na final de surf open.
  • Após mais um dia de descanso forçado, devido aos fortes ventos e intensa precipitação, a seleção portuguesa regressou hoje à praia de Bore, na cidade de Stavanger, na Noruega, para disputar as meias-finais de surf open e feminino do quadro principal do Eurosurf 2017. Nos dias anteriores, João Dantas, no longboard, Daniel Fonseca, no bodyboard open, e Teresa Padrela, no bodyboard feminino, tinham já assegurado a presença lusa na final principal das respetivas categorias.
    Carol Henrique e Mafalda Lopes foram as primeiras atletas portuguesas a competir, disputando juntas uma das meias-finais do quadro principal de surf feminino. Carol esteve implacável, dominando o heat do início ao fim, e alcançando o primeiro lugar e respetiva qualificação de forma natural. Já Mafalda Lopes, ainda com idade júnior, enfrentaria mais dificuldades para levar de vencida a germânica Lilly von Treuenfels. Contudo, após dificuldades iniciais de adaptação ao forte vento e ao mar desordenado, a atleta lusa conseguiria pontuar em duas excelentes ondas, assegurando o segundo lugar e a presença na final principal da categoria.
    Ficaram reservados para o final do dia os dois heats mais aguardados da competição até ao momento, com a disputa das meias-finais do quadro principal da categoria de surf open. Portugal enfrentou a ronda com quatro atletas, com Tomás Fernandes e Eduardo Fernandes na primeira meia-final e Pedro Henrique e Guilherme Fonseca na segunda. Eduardo Fernandes realizou a sua melhor prestação na competição, dominando por completo o heat e assegurando o primeiro lugar e a presença na final. Tomás Fernandes, pelo contrário, teve dificuldades em adaptar-se ao estado do mar, passando grande parte do heat na terceira posição, atrás do italiano Angelo Bonomelli. Mas uma excelente manobra a apenas vinte segundos do final viraria a classificação, valendo-lhe o segundo lugar e a presença na final, para gáudio da comitiva nacional presente na praia de Bore. A segunda meia-final foi também disputada até ao último segundo, com Guilherme Fonseca, Pedro Henrique e o galês Jay Quinn a realizarem excelentes prestações, alcançando todos uma pontuação acima de dez pontos. O português Guilherme Fonseca conseguiria assegurar o primeiro lugar, com uma excelente onda a um minuto do final.
    Já Pedro Henrique, que esteve na liderança grande parte do tempo, acabou por ver a qualificação fugir-lhe a poucos segundos do fim, com Quinn a surpreender o português com uma vistosa manobra. Pedro Henrique, terceiro classificado do campeonato do mundo realizado em maio passado, enfrenta agora as repescagens, procurando vencer e reencontrar o restante contingente português na finalíssima da competição.
    No final do dia, David Raimundo, selecionador nacional, estava visivelmente satisfeito: “Ao fim de sete dias de prova, Portugal passou para a liderança isolada deste Eurosurf. Foi um dia longo e mais uma vez com muita chuva, muito vento e com o mar bastante desordenado. O dia só não foi perfeito porque não conseguimos colocar os 4 atletas de surf open na final principal.” O selecionador destacou ainda a importância de manter a concentração até ao final da competição: “Faltam dois dias de prova e continuamos focados em ser campeões europeus.”
    O dia de amanhã será decisivo para a seleção nacional, que terá todos os nove atletas em competição. Os primeiros portugueses a entrar na água serão Teresa Padrela e Daniel Fonseca, que disputarão as finais do quadro principal de bodyboard feminino e open. Segue-se a final principal de surf feminino, que contará com as portuguesas Carol Henrique e Mafalda Lopes. Tomás Fernandes, Guilherme Fonseca e Eduardo Fernandes competem logo de seguida na final do quadro principal de surf open, procurando a qualificação para a finalíssima da competição. Depois de Pedro Henrique disputar as repescagens, o último atleta português a enfrentar as frias águas norueguesas será João Dantas, na final principal de longboard. A ansiedade é visível entre a comitiva portuguesa, que vê o sonho de conquistar o título europeu cada vez mais próximo.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • eurosurf 2017
  • Surf
  • Federação Portuguesa de Surf
  • Portugal
  • Noruega
  • turismo de portugal
pub
similar News
similar
julho 18
Erosão da costa portuguesa é grave e efeitos vão piorar
julho 18
Mais de 60 concelhos em risco muito elevado de incêndio
julho 17
Gregos querem punir turistas que apedrejaram espadarte
julho 18
Marta Paço obtém triunfo histórico no País Basco
julho 18
Competidor recebe prancha do pai, que entrou na água completamente… nu
julho 18
Revelados os candidatos a receber prova de surf de Paris’2024
julho 17
Alforreca gigante avistada por mergulhadora