Homepage

  • Round 4 com dois Portugueses no mundial de BB
    08 outubro 2017
    arrow
    arrow
  • Neste momento temos 2 atletas portugueses no Round 4 que deverá ter inicio da parte da tarde de hoje

  • A Praia do Norte voltou para o evento Pro masculino ontem. Um swell com 2 a 3 metros apareceu como esperado, e as famosas montanhas líquidas pelas quais a Nazare é mundialmente famosa não falharam.

    Começou com o segundo Round e ninguém teve medo de se atirar às bombas que chegavam à Praia do Norte. O ex campeão do mundo e líder da tour pela maior parte deste ano (pelo menos até Iain Campbell começar a dominar a situação) Jared Houston, da África do Sul, voou bem alto, lançando um backflip incrível para mostrar o seu domínio, avançando desta forma para o Round 3, juntamente com Diego Cabrerra das Ilhas Canárias, que conseguiu ligar algumas manobras com muito power.

    O bodyboarder local da Praia do Norte, António Cardoso também manteve seu foco para ganhar o heat e conseguiu avançar para o Round 3. Jacob Romero e Mike Stewart, impressionaram com um flip gigante de Romero e air reverese espetacular de Stewart foi o suficiente para ver ambos os atletas a passar. Eder Luciano do Brasil e Miguel Adao de Portugal também passaram para o Round 3, enquanto Alex Uranga do País Basco e Alan Muñoz do Chile aguentaram a pressão imposta pelo espanhol Cristian Perez, tendo passado também.

    Concluída esta fase que viu eliminados Luís Coelho, Manuel Centeno e André Bernardo, começou de imediato o Round 3 no sentido de concluir o máximo de heats possíveis.

    Os primeiros dois heats viram Uri Valadao, do Brasil e Maxime Castillo, da França, conquistar vitórias convincentes para progredir. O confronto entre Diego Cabrera e Mike Stewart foi outra história, com a vitória a pender para Cabrera por uma diferença minima. Jared Houston manteve o controle de um heat que Tanner McDaniel não conseguiu realmente ganhar ritmo, apesar de uma tentativa de uma manobra impressionante, ficou muito longe do vencedor do heat.

    Tristan Roberts da África do Sul foi eliminado pelo Brasileiro Eder Luciano, que manteve o controle do heat do início ao fim. Iain Campbell foi fiel a si próprio e destruiu por completo o seu oponente, tendo acabado com 13,60 pontos, contra 3,30 de Luke Kitchin, que progrediu através da prova de forma tão convincente, no entanto não parecia desapontado por ter sido eliminado, até se pode dizer que estava satisfeito ao ver seu compatriota passar mais um heat e ficar mais perto do título mundial.O basco Alex Uranga, ganhou o confronto com o brasileiro Gabriel Braga por apenas 0,50 pontos mantendo-se assim na competição, enquanto Alan Munoz do Chile ficou à frente do australiano Lewy Finnegan. Roberto Bruno do Brasil e o bodyboarder local, António Cardoso tiveram um heat muito renhido que viu o atleta da Praia do Norte a levar a melhor acabando com 13,55 pontos, contra os 13,15 de Roberto, tínhamos assim o primeiro Português no Round 4, sem duvida um momento espetacular de ver com a população local a torcer e a incentivar António Cardoso. A multidão ficou em silêncio, quando o campeão mundial do ano passado e ainda na corrida para o título de 2017 Pierre Louis Costes da França entrou para lutar com o compatriota que também conta com um título de campeão mundial, Amaury Laverne. Havia muita antecipação para este heat tanto para Costes como para Iain Campbell. Uma saída antecipada pelas mãos de Lavernhe deixaria a porta aberta para Campbell solidificar a sua liderança.

    O heat começou a um ritmo muito lento, com a maré alta a chegar, até parecia que o mar estava a descansar um pouco. Foi um heat bem equilibrado até que Costes, lançou um air reverse tão perfeitamente executado que lhe valeu um 10. No final Passou Pierre com 16,50 pontos, contra os 13,75 de Amaury.

    Os atletas dos heats do final do dia lutaram para dar um espetáculo de acordo com o que tinha acontecido entre Costes e Lavernhe. No entanto uma pequena controvérsia entre Jacob Romero e o local Dino Carmo deixou a comunidade de bodyboarder nacional em “choque. Foi um heat muito renhido e bastante indefinido em relação a um vencedor claro para a maior do mesmo. Romero encontrou uma rampa e lançou um flip mesmo no final do heat e numa zona em que os juízes não conseguiam ter uma linha de visão desimpedida (numa altura em que Dino liderava o heat), os juízes recorreram ás imagens de vídeo e decidiram recompensar Romero com a nota necessária para eliminar Dino, o atleta local acabou com 10,85 pontos contra os 11,50 de Romero.

    O heat final do dia deu-se em condições muito complicadas. A maré alta não facilitou a vida a ninguém, mas o bodyboarder local Miguel Adão conseguiu encontrar as ondas que precisava para terminar com a passagem pela Nazaré de Dave Hubbard. A competição foi suspensa na conclusão do Round 3.

    Temos assim neste momento 2 atletas portugueses no Round 4 que deverá ter inicio da parte da tarde de hoje.

    Acompanha toda a ação no site da APB.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • APB
  • APB World Tour
  • Nazare Pro 2017
  • nazaré
  • Canhão da Nazaré
  • praia do norte
  • antonio cardoso
  • Miguel Adão
  • bodyboard
  • Portugal
  • turismo de portugal
pub
similar News
similar
setembro 16
Estrelas do shape mundial de visita à Surf Out Portugal
setembro 16
David Raimundo: 'Temos de acreditar que é possível ser medalhado nos Jogos Olímpicos'
setembro 16
ASCC Super Groms 2020 adiado para Outubro
setembro 16
Frederico Morais: 'Espero que este apuramento olímpico impulsione o surf em Portugal'
setembro 13
Bodyboard: Miguel Ferreira e Joana Schenker nos 'quartos' do Sintra Pro
setembro 12
Frederico Morais e Miguel Blanco seguem fortes, Vasco Ribeiro eliminado
setembro 13
Frederico Morais: 'Estou mais perto do apuramento olímpico'