Homepage

  • Campeonato com ondas épicas pela Caparica
    25 setembro 2017
    arrow
    arrow
  • Um dia cheio de Sol com ondas sólidas de 1,5m brindaram os competidores das várias categorias
  • A Praia do Marcelino, na Costa de Caparica, vestiu-se hoje de gala para o último dia de competição da 3ª e penúltima etapa do Circuito ASCC Caparica Power 2017 sponsored by Almada Forum.

    Um dia cheio de Sol com ondas sólidas de 1,5m brindaram os competidores das várias categorias tendo o pico do swell chegado durante a final Open onde as ondas ultrapassaram os 2m. Longas paredes de direitas e esquerdas proporcionaram altas condições para desfrutar de surf de rail ao mais alto nível onde os carvings bem desenhados acabaram por fazer a diferença.

    Nesta categoria, tal foi o tamanho e intensidade do mar que acabou por dificultar a tarefa dos surfistas em posicionarem-se no line-up e descobrirem as melhores ondas na derradeira bateria do dia. A vitória sorriu ao brasileiro Luan Carvalho que deixou em 2º lugar Cainâ Souza, Ian Costa em 3º e Simão Teixeira em 4º.

    Ian Costa e Luan Carvalho mostraram um excelente nível de surf a caminho da final assumindo-se como favoritos à vitória tendo o primeiro realizado o melhor score do campeonato com 17.93 pontos em 20 possíveis nas meias-finais. Já Luan realizou a melhor onda do campeonato com 9.47 pontos nos quartos-de-final numa bateria em que terminou com 17.67 pontos.

    "Comecei mal a final porque escolhi três ondas más antes da primeira onda boa”, afirmou o surfista que compete no circuito mundial de qualificação. “Depois fui até ao meio da praia e consegui fazer uma onda média que me deu a vitória. O campeonato teve altas ondas. Ontem esteve pequeno mas hoje o mar foi subindo e ganhando consistência e na final ultrapassou mesmo o ponto ideal. Valeu pela experiência em surfar num campeonato com estas condições o que é raro. Corro o circuito mundial de qualificação (QS) e depois de ter competido em Marrocos vou para o Brasil para os próximos eventos. O objectivo é subir um degrau de cada vez, primeiro chegar aos eventos 6000, depois 10000 e quem sabe um dia qualificar-me para o Tour”, finalizou.

    Gaspar e Simão Teixeira, Frederico Magalhães e Miguel Matos foram outros dos surfistas que provaram estar num grande momento de forma mostrando uma clara evolução no respectivo nível de surf.

    No Feminino, as surfistas locais dominaram com Beatriz Santos a vencer a prova com 13.16 pontos deixando Inês Bispo em 2º, Beatriz Carvalho em 3º e Filipa Marquês em 4º.

    “O campeonato correu-me muito bem e estas são as condições de mar de que gosto mais”, afirmou a vencedora. “Por isso, acho que me consegui adaptar melhor. No nosso heat tive a sorte de apanhar uma onda perfeita e fazer a pontuação que precisava para ganhar. Este ano não tinha um objectivo definido. Entrei em todos os campeonatos que consegui na Liga MEO, nacionais e regionais para dar o meu melhor. Para o ano espero ser campeã nacional de Sub-18 e regional e fazer o meu melhor na Liga MEO”, terminou.

    Nas categorias dedicadas à nova geração, o destaque vai para Martim Paulino que fez a dobradinha e saiu vencedor em ambas. Quer a competir com surfistas da sua idade quer com outros mais experientes, o jovem da Caparica efectuou uma excelente escolha de ondas adaptando-se às condições exigentes do mar. Em Sub-14 venceu a final com 11.33 pontos enquanto que em Sub-18 levou para casa o troféu de vencedor com 13.50 pontos.

    Na primeira destas categorias, Lourenço Gomes ficou em 2º lugar, Martim Ferreira em 3º e Ricardo Brandão em 4º enquanto que na segunda, Miguel Matos, Paco Peruzzo e Diogo Martins ocuparam essas posições do pódio, respectivamente.

    A 4ª e última etapa realiza-se a 4 e 5 de Novembro, altura em que serão coroados os campeões do circuito de 2017.

    “Depois da pausa de Verão, este foi um grande regresso do nosso circuito”, afirmou o presidente da Associação de Surf da Costa de Caparica, Miguel Gomes. “Apesar da ausência de alguns dos nossos melhores atletas que estão no Japão a representar Portugal no mundial júnior de selecções tivemos mais de 80 inscritos. As ondas e o nível de surf no segundo dia foram épicos e vão ficar na memória de todos nós. Agradecemos aos nossos patrocinadores todo o apoio e por terem possibilitado acontecer um espectáculo deste nível. É com expectativa que aguardamos pela última etapa para coroarmos os campeões”, concluiu.

    Resultados finais:

    Open

    1º Luan Carvalho – 10.57 pontos

    2º Cainâ Souza – 7.20

    3º Ian Costa - 5.83

    4º Simão Teixeira – 5.33

    Feminino

    1º Beatriz Santos – 13.16 pontos

    2º Inês Bispo – 7.33

    3º Beatriz Carvalho – 4.97

    4º Filipa Marquês - 3.83

    Sub-18

    1º Martim Paulino – 13.50 pontos

    2º Miguel Matos – 9.33

    3º Paco Peruzzo – 8.33

    4º Diogo Martins – 6.16

    Sub-14

    1º Martim Paulino – 11.33 pontos

    2º Lourenço Gomes – 6.10

    3º Martim Ferreira – 6.00

    4º Ricardo Brandão – 3.26

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Costa de Caparica
  • ASCC
  • surf
  • Associação de Surf Costa de Caparica
  • fim de semana
  • Praia do Marcelino
pub
similar News
similar
novembro 19
Mais de duas toneladas de plástico recolhido durante o verão
novembro 19
Ondas grandes devem regressar amanhã à Nazaré
novembro 20
Gelo pode desaparecer do Ártico dentro de 25 anos
novembro 18
Nic von Rupp nomeado para os Surfer Awards de 2019
novembro 20
Videovigilância irá proteger os cavalos-marinhos da Ria Formosa
novembro 20
Praia na Sardenha passará a ser paga e com lotação limitada
novembro 20
Martim Paulino conquista o título nacional de esperanças Sub-16