Homepage

  • Melhores bodyboarders do mundo na Madeira
    20 setembro 2017
    arrow
    arrow
  • A vertente competitiva do evento assume particular importância com a possibilidade de sagrar a campeã europeia
  • Começou esta semana, oficiosamente, com a conferência de imprensa de lançamento, a 4ª edição do Bodyboard Girls Experience, evento multidimensional que decorre até dia 24, na Madeira, e que alia uma etapa do circuito europeu e uma etapa do circuito mundial APB (Association of Professional Bodyboarders) a várias actividades de cariz social e promoção da Madeira como destino turístico de excelência, também para os desportos de ondas, mas não só.

    A conferência de imprensa eflectiu a pluralidade de valências do evento, com a presença de diversas entidades, públicas e privadas, nomeadamente, a Direcção Regional de Turismo da Madeira, representada por Dorita Mendonça; a Direcção Regional da Juventude e Desporto, com Juan Gonçalves; Sílvia Dias pela Associação de Promoção da Ilha da Madeira e a Buondi, patrocinador do evento que se fez representar pelo seu responsável regional, Miguel Sousa.

    A vertente competitiva do evento —no fim-de-semana de 23 e 24 —, assume particular importância com a possibilidade de sagrar a campeã europeia, título para o qual concorrem, à cabeça do pelotão, as portuguesas Joana Schenker e Teresa Almeida. Mas, depois da histórica vitória de Joana Schenker no Sintra Portugal Pro, que terminou ontem, na Praia Grande, o Bodyboard Girls Experience, ganha preponderância também na corrida ao título mundial, agora liderado pela algarvia Joana Schenker, desde ontem, número um do “ranking” mundial.

    Apesar do peso que o evento terá para as contas da modalidade, este ano, Carina Carvalho, ela própria ávida competidora, 10 vezes campeã regional da Madeira, fundadora deste projecto e representante da entidade organizadora, a ASRAM (Associação de Surf da Região Autónoma da Madeira), sublinhou que o Bodyboard Girls Experience está longe de se esgotar na vertente desportiva:

    “Este evento tem várias valências, como a promoção do destino turístico da Madeira e algumas causas sociais, mas também da modalidade entre os jovens da ilha, especialmente do público feminino. E sem esquecer a divulgação de causas sociais e humanitárias, entre as quais, o apoio ao Núcleo Regional da Liga Portuguesa Contra o Cancro”, acrescentando:

    “Temos tido excelente feedback da comunidade internacional de bodyboard e da APB        [entidade organizadora do circuito mundial profissional]. Por este ser o primeiro ano em que recebemos uma etapa do circuito mundial, e pelo peso que poderá ter na decisão dos títulos mundial e europeu femininos, esperamos aqui a elite internacional. Mas, acima de tudo, além da vertente puramente competitiva, prevemos 6 dias recheados de ondas de elevada qualidade em vários spots da Madeira, de Norte a Sul da ilha, actividades turísticas e de lazer que suscitem boas vibrações a todas as participantes e revelem que a ilha tem potencial turístico e desportivo neste segmento.”

    Fiquem com o resumo da edição do ano passado:

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Bodyboard Girls Experience
  • madeira
  • Ilha da Madeira
  • Portugal
  • bodyboard
  • Machico
  • Teresa Almeida
  • Joana Schenker
  • Carina Carvalho
similar News
similar
fevereiro 01
Surf nacional lamenta perda de Pedro Lacerda
fevereiro 01
Campeonato Nacional de Surf da Ucrânia vai ser realizado em Portugal
fevereiro 01
FUEL TV assegura transmissão do Winter Dew Tour 2023 à escala global
janeiro 31
Surf adaptado mantém bem vivo sonho da inclusão nos Jogos Paralímpicos de Los Angeles'2028
fevereiro 01
Índia vai estrear-se no Mundial ISA e já sonha com Paris’2024
janeiro 31
Comunicado da FPS sobre o projeto 'Gestão do Espaço Costeiro'
janeiro 31
Luke Shepardson, o vencedor improvável do Eddie Aikau que passou a ter um dia no Havai com o seu nome