Homepage

  • Fuzileiros salvam Golfinho na margem do rio Coina
    09 agosto 2017
    arrow
    arrow
  • Esta manhã 5 fuzileiros da Unidade de Meios de Desembarque desempenharam uma missão especial, ajudar um golfinho que se encontrava encalhado na margem do rio Coina
  • O alerta chegou por dois pescadores que se deslocaram à Escola de Fuzileiros para informar o ocorrido. De imediato foi ativado um bote da Unidade de Meios de Desembarque guarnecido com 5 militares.

    Devido ao facto de a maré estar bastante baixa e o animal se encontrar desorientado e cansado, não foi possível deslocar o golfinho para o meio do canal. Assim foi necessário os militares saírem do bote, levantar o mamífero marinho e colocá-lo dentro da embarcação. Com alguns cobertores e baldes de água o golfinho foi mantido molhado até chegar à área do Barreiro em que a profundidade do canal permitia que este saísse a nadar sem problemas.

    Quando devolvido à água e após verificados os procedimentos indicados e cumpridos os requisitos mencionados pelas entidades técnicas nomeadamente referentes à capacidade e hidratação do golfinho, o mesmo saiu a nadar em direção ao estuário do rio Tejo sem dificuldades, cerca das 12h50.

    Previsão de ondas para os próximos dias!

    Fonte - Marinha Portuguesa

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • golfinho
  • Resgate
  • Meio Ambiente
  • Golfinhos
  • fuzileiros
  • Marinha Portuguesa
  • Portugal
  • barreiro
pub
similar News
similar
janeiro 23
Surf to Win apresenta equipa oficial para 2020
janeiro 24
Lewis Pugh é o primeiro humano a nadar sob camada de gelo na Antártida
janeiro 24
Gondomar retira das serras 3 toneladas de lixo por semana
janeiro 22
Tempestade Glória provoca ondulação inédita no Mediterrâneo
janeiro 23
Vem aí o Pacto Português para os Plásticos
janeiro 23
O ornitorrinco pode desaparecer devido à ocupação humana
janeiro 24
Austrália enfrenta praga de aranhas mortíferas