Homepage

  • PSFF: Melhores momentos do 2º dia
    25 julho 2017
    arrow
    arrow
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • As salas voltaram a encher no 2º dia do Portuguese Surf Film Festival
  • As salas voltaram a encher no 2º dia do Portuguese Surf Film Festival, na Ericeira. Os filmes escolhidos para esta noite comoveram o público pela enorme diversidade apresentada.

    The Church of the Open Sky foi largamente aplaudido e deixou os presentes deslumbrados pela beleza cinematográfica das imagens realizadas por Nathan Oldfield.

    Mas foi o filme A Week Up West, de Nathan Myers, que fez soar as maiores gargalhadas da noite. Em contraste, Gaza Surf Club emocionou o público pela profundidade da história e, nas palavras de quem assistiu ao filme, pelo "choque de uma cultura tão isolada, que nos faz pôr em perspetiva tudo o que temos e que quase não damos valor".

    À noite, Fishpeople promete encantar, uma vez que tem sido apontado como um dos filmes do ano, pela comunidade internacional.

    A curta Such a Long Time e o documentário Biarritz Surf Club são outras das apostas da noite. Este último traz a riqueza das imagens de arquivo de um lugar que viu nascer o surf na Europa. A não perder.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • ericeira
  • Portuguese Surf Film Festival
  • cinema
pub
similar News
similar
janeiro 23
Surf to Win apresenta equipa oficial para 2020
janeiro 24
Lewis Pugh é o primeiro humano a nadar sob camada de gelo na Antártida
janeiro 24
Gondomar retira das serras 3 toneladas de lixo por semana
janeiro 22
Tempestade Glória provoca ondulação inédita no Mediterrâneo
janeiro 23
Vem aí o Pacto Português para os Plásticos
janeiro 23
O ornitorrinco pode desaparecer devido à ocupação humana
janeiro 24
Austrália enfrenta praga de aranhas mortíferas