Homepage

powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Depois de mais de 50 anos a surfar, a madrinha do surf da Cornualha continua a ser uma fonte de inspiração para aqueles que amam o desporto
  • Gwyn Haslock foi a primeira campeã de surf feminino da Grã-Bretanha e aos 71 anos, ainda mergulha nas águas geladas do inverno da Cornualha.

    Quando começou a surfar na década de 1960, era uma das únicas mulheres a competir e tinha que entrar nas categorias masculinas. Cinco décadas depois, Gwyn ainda continua “na luta”, e surfa quase todos os dias.

    Refletindo sobre como começou a surfar, Gwyn disse: "As pessoas costumavam dizer, 'Eu não acho que possas surfar, a menos que consigas carregar a prancha, e naquela altura as pranchas tinham 3 metros e eram super pesadas. Como estava bastante determinada, coloquei a prancha em cima da cabeça e levei-a para a praia. Foi assim que eu comecei. "

    Mora na casa onde cresceu em Truro, Cornualha. As paredes de sua cozinha estão repletas de fotografias e troféus que Gwyn ganhou ao longo dos anos. Ainda tem filmes vintage de si mesma a surfar na década de 1960.

    Não convencional, talvez? Gwyn não se incomoda com isso. É independente e nunca permitiu estereótipos de gênero ou barreiras de idade que ficassem entre ela e o desporto que ama.

    Vestida da cabeça aos pés com o seu fato, luvas, botas, gorro e capacete, carrega o seu pequeno carro vermelho, prende a prancha no telhado e lá vai ela para a praia novamente.

    O spot favorito da Gwyn para surfar é na praia de Towan, é aqui que desafia as águas frias de dezembro, fazendo de tudo para apanhar quase todas as ondas. Normalmente é acompanhada pelo seu irmão mais velho, Bob. Foi ele que introduziu a Gwyn ao surf há mais de 50 anos atrás.

    Vendo a irmã orgulhosamente de terra, conta: "A Gwyn faz parte da mafia surfista na Cornualha. Ela estava lá logo no início. Tinha que surfar com os homens em competição porque não havia outras mulheres a surfar. Tornou-se a 'madrinha 'Do surf da Cornualha."

    A Gwyn compara a sensação de surfar, a andar sobre a água. Estima-se que seja a surfista feminina mais velha no país e não tenciona parar tão cedo.

    Comentando sobre suas próprias realizações notáveis, diz: "Às vezes quando vou surfar, olham para mim de uma forma estranha. As pessoas dizem: 'Será que aquela velha vai apanhar alguma coisa?' Então eles vêm que eu realmente consigo apanhar umas ondas e acabam por se sentir inspirados com isso. "

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Gwyn Haslock
  • surf
  • cornualha
  • longboard
  • avos
  • dia dos avos
  • inspiraçao
pub
similar News
similar
outubro 22
Bernardo Jerónimo avança mais uma ronda no Frontón King 2020
outubro 22
Bom Petisco Cascais Pro alimentado a 60% com energia solar
outubro 21
Costa da Morte, na Galiza, quer ser Reserva Mundial de Surf
outubro 21
Salvamentos aumentaram nas praias portuguesas na época balnear de 2020
outubro 21
Primeira ondulação grande da temporada deverá entrar na Nazaré a partir de domingo
outubro 21
Circuito Regional da Madeira SUP Race arrancou em grande estilo
outubro 21
Bodyboard: Título nacional feminino vai decidir-se na Póvoa de Varzim
pub