Homepage

  • Carol Henrique 'com surf de elite' pelos EUA
    31 julho 2017
    arrow
    arrow
  • Depois de Teresa Bonvalot e Camilla Kemp terem sido eliminadas, a representação lusa ficou a cargo apenas de Carol
  • A campeã nacional Carol Henrique continua em boa forma no circuito de qualificação mundial feminino, tendo alcançado este fim-de-semana um importante 9.º posto no Paul Mitchell Neon Supergirl Pro, um QS6000 que se disputou em Oceanside, na Califórnia. Um resultado que permitiu à surfista do Guincho subir ao 21.º posto do ranking mundial.

    Portugueses à procura de afirmação no US Open

    Depois de Teresa Bonvalot e Camilla Kemp terem sido eliminadas na 3.ª ronda da prova norte-americana, a representação lusa ficou a cargo apenas de Carol, que não se intimidou e conseguiu mesmo eliminar algumas das tops mundiais. A campeã nacional conseguiu mesmo chegar mais longe do evento que a tricampeã mundial Carissa Moore.

    No heat 1 da quarta ronda, Carol ficou somente atrás de Tatiana Weston-Webb e bateu a havaiana Alessa Quizon, que no ano passado fez parte do WWT, assim como a australiana Georgia Fish. Já na 5.ª ronda, a surfista luso-brasileira ficou no 2.º posto do heat 2, superada apenas pela australiana Keely Andrew, eliminado a neozelandesa ex-top do WWT Paige Hareb.

    A prestação de Carol Henrique acabaria por chegar ao fim nos oitavos-de-final, depois de perder num duelo equilibrado com a havaiana Tatiana Weston-Webb. A atual 10.ª classificada do circuito mundial feminino somou 11,16 pontos contra os 9,84 da campeã nacional, que ficou a precisar de um backup mais forte para avançar.

    Dessa forma, Carol, que na semana passada havia garantido o patrocínio da Hurley, somou 1.550 pontos, subindo uma posição no ranking mundial de qualificação, onde é agora a 21.ª classificada. O ranking é liderado agora pela norte-americana Sage Erickson, que na final do evento californiano foi batida pela compatriota Courtney Conlogue, o que dá para perceber bem o nível que estava na água.

    Destaque ainda para a jovem norte-americana Caroline Marks, que alcançou o 3.º posto, sendo apenas travada nas meias-finais por Sage Erickson – no outro heat desta fase foi Weston-Webb a ceder perante Conlogue. Assim, o jovem prodígio da Florida, de apenas 15 anos – feitos em fevereiro -, subiu ao 6.º posto do ranking, ficando perto de garantir uma incrível qualificação para o Women's World Tour 2018.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Notícia redigida por Surfportugal

Tags
  • Carol Henrique
  • Teresa Bonlavot
  • Camilla Kemp
  • Qualifying Series
  • QS 6000
  • Supergirl Pro
  • Surf
pub
similar News
similar
setembro 28
MEO Portugal Cup of Surfing junta o surf e a sustentabilidade
setembro 25
Projeto 'The Unwanted Shapes' vai estar presente no MEO Portugal Cup of Surfing
setembro 28
Nuno Vitorino vai competir no nacional britânico de surf adaptado
setembro 28
Kikas: “Felizmente, em Portugal as previsões do mar não são descuradas”  
setembro 28
Italo tem “boas memórias” de Ribeira, mas preferia competir em Supertubos
setembro 28
Nova chamada para terça-feira no MEO Portugal Cup of Surfing
setembro 11
Gabriela Dinis: Um percurso em ascensão, mas sem esquecer a escola (Entrevista)
pub