Homepage

  • Fogo destrói maior fábrica de pranchas da Europa
    20 junho 2017
    arrow
    arrow
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • 'Foi tudo muito rápido', começou por dizer uma testemunha ao jornal local
  • Consulta aqui a previsão de ondas para esta semana!

    O fogo consumiu esta segunda-feira a maior fábrica de pranchas da Europa, da Pukas Surfboards. Tudo aconteceu por volta das 17 horas, no País Basco, quando as chamas deflagraram no interior dos armazéns da empresa Olatu, em Oiartzun, onde fica a fábrica da Pukas. Os estragos foram enormes e vários bombeiros tiveram de ser assistidos durante o combate às chamas.

    A onda de calor que assolou Portugal também se faz sentir por outros pontos da Europa, sendo que ontem se registavam mais de 40 graus em alguns pontos do País Basco espanhol. Ainda assim, não se sabe qual a origem do incêndio, que obrigou a que várias corporações de bombeiros trabalhassem no local. No total, estiveram mais de 50 pessoas a tentar combater as chamas, que obrigaram mesmo à evacuação das habitações na zona próxima da fábrica.

    "Foi tudo muito rápido", começou por dizer uma testemunha ao jornal local "Diario Vasco". "Tentámos ir buscar água para apagar o fogo, mas não sabíamos de onde vinha. Assim que vimos sair muito fumo, fomos a correr avisar toda a gente para ir para a rua", confessou uma das muitas pessoas que estavam no interior da fábrica a trabalhar.

    Os trabalhos foram ainda mais dificultados devido ao facto de muitos produtos armazenados na fábrica da Pukas, como resina e outras agentes inflamáveis, serem de combustão rápida. O muito fumo que se fez sentir obrigou ainda à evacuação de seis bombeiros, que chegaram a desfalecer, sendo posteriormente assistidos pelas ambulâncias que estiveram no local.

    Felizmente, todas as pessoas que estavam dentro da fábrica ficaram em seguranças, não se registando qualquer ferido grave. Apenas um trabalhador teve de ser assistido no local por inalação de fumo, mas nem precisou de ser transportado para o hospital. Já a fábrica, que foi inaugurada em 1988 e que chega a produzir mais de 9 mil pranchas por ano, teve estragos avultados, embora ainda não seja possível quantificar o valor das perdas.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Notícia redigida pela SurfPortugal

Tags
  • Pukas
  • Surf
  • Fábrica
  • Incêndio
  • Fogo
similar News
similar
janeiro 24
Inscrições disponíveis para os primeiros cursos de Treinadores de Surfing Grau I da ASI Portugal em 2022
janeiro 24
Primeiro curso de Treinadores de Nível 1 realizado exclusivamente na Caparica começa este sábado
janeiro 24
Descoberto um dos maiores recifes de coral do mundo no Taiti
janeiro 24
Homem de 57 anos passa 27 horas consecutivas no Pacífico e sobrevive ao tsunami no Tonga
janeiro 23
Documentário sobre o 7º Capítulo Perfeito vai ser transmitido este domingo na TV portuguesa
janeiro 20
Investigação pede fim do 'consumo excessivo' para travar perda da biodiversidade
janeiro 20
Colónia de peixes com 60 milhões de ninhos é descoberta na Antártida