Homepage

  • Água de Côco brasileira invade praias portuguesas
    07 junho 2017
    arrow
    arrow
  • Na praia, os cocos chegam dentro de uma arca refrigerante e são abertos à frente dos clientes...
  • É algo que não se bebe todos os dias, muito menos na sua forma natural.

    Mas este verão, quem estender a toalha em determinadas praias da Grande Lisboa vai poder beber água de coco como se estivesse no Brasil, na Tailândia ou na Costa Rica. É de lá que partem os aviões com este fruto, que Ricardo Gomes, empresário setubalense de 35 anos, vende na Coco Verde – Green Coconut, sobre rodas, desde o verão passado.

    Consulta aqui as nossas live cams da Margem Sul

    O mesmo é dizer de motorizada, o meio de transporte ideal para levar os cocos até às praias de Albarquel, Figueirinha, Galapos e Portinho Arrábida, e às da Costa de Caparica, com a garantia de que chegam frescos à boca dos clientes. Na gama da Coco Verde há dois tipos de coco. O verde (oriundo do Brasil e, este ano também, da Costa Rica) tem um sabor «mais refrescante», enquanto o sabor do coco branco (descascado e vindo da Tailândia) é «mais intenso e mais doce», assim os descreve Ricardo Gomes.

    Na praia, os cocos chegam dentro de uma arca refrigerante e são abertos à frente dos clientes com o auxílio de um abridor de cocos. Depois basta colocar as palhinhas que lá couberem – a quantidade de água varia entre os 350 e os 450 mililitros, sendo ideal para dividir – e saborear a frescura desta bebida de água e açúcares rica em minerais, vitaminas e antioxidantes que ajudam a hidratar o corpo.

    As diferenças de sabor «devem-se à forma de cultivo», explica Ricardo, acrescentando que «a reação dos clientes é muito positiva. Algumas pessoas que já viajaram ao Brasil e a outros destinos tropicais gostam de saber se a bebida é igual à dos cocos que provaram antes. No final, identificam-se com o sabor e gostam». Outro ponto a favor: cada 200 mililitros de bebida têm, em média, 40 calorias, por isso não há desculpa para não beber mesmo estando em regime de dieta.

    A mota da Coco Verde – Green Coconut vai circular também aos fins de semana pelo centro de Setúbal, entre o Jardim do Bonfim, a Avenida Luísa Todi e a Praia da Saúde, descendo às praias durante a semana. Entretanto, Ricardo Gomes expandiu o negócio e junta este ano uma bicicleta com caixa refrigeradora e, em breve, mais uma pequena carrinha para fazer entregas em lojas, cafés e ao domicílio. Na Costa de Caparica, a água de coco vai chegar às praias do Tarquínio-Paraíso, Dragão Vermelho, Praia Nova, Nova Praia e Praia da Saúde, entre julho e setembro.

    Se por acaso estás à procura de trabalho, ou saibas de alguém, aproveita que eles precisam de colaboradores! Mais infos aqui.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fonte: Evasões

Tags
  • Água Côco
  • Green Coconut
  • Portugal
  • Praias
  • Brasil
  • Costa de Caparica
  • Setúbal
  • Lisboa
  • Verão
pub
similar News
similar
setembro 30
Bodyboard: Dino Carmo e Teresa Almeida querem aproveitar factor casa na etapa da Nazaré
setembro 30
Guincho coroou os novos campeões nacionais de kitesurf da FPKite
setembro 30
Ellie-Jean Coffey diz ter sido “abusada pelos poderosos do surf”
setembro 30
Descida das Seis Pontes regressa ao Douro no sábado
setembro 30
MEO Portugal Cup of Surfing novamente na água em Ribeira d’Ilhas
setembro 30
Surf Pro Espinho define campeões europeus na próxima semana
setembro 29
Presença de Alex Botelho marcou formação 'Surf & Rescue' em Sagres
pub