Homepage

powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O atleta além de perder a próxima etapa, também será multado!
  • Consultem aqui o report de ondas para esta semana!

    A WSL acabou de suspender Filipe Toledo da etapa de Fiji, de 4 a 16 de junho, pelo acto de insdisciplina devido à sua atitude de sábado passado, após ser eliminado pelo americano Kanoa Igarashi na terceira fase do Rio Pro, em Saquarema. Toledo não concordou com a decisão de interferência de remada e foi pedir satisfações aos juízes após o heat. Enquanto protestava, o surfista tentou invadir uma área onde não é permitida a presença de atletas, tendo de ser contido por seguranças.

    - Sou um cara passional e surfar é a minha vida. Depois de uma interferência no calor do round três, em Saquarema, eu fiquei chateado. Eu perdi a cabeça e estou muito envergonhado pelo meu comportamento. Quero me desculpar com os fãs, meus patrocinadores, a mídia e a WSL. E assumir a plena responsabilidade por minhas ações e aceitar a minha suspensão. Estou decepcionado ao perder o próximo evento, mas ansioso para voltar mais forte para Jeffreys Bay (de 12 a 23 de julho). Boa sorte a todos em Fiji e obrigado a todos pelo apoio – contou Toledo num comunicado divulgado pela WSL.

    O comunicado diz que o surfista também será multado, mas ainda não foi divulgado oficialmente em quanto.

    - Ele prejudicou a imagem do surfe tremendamente, estava a imprensa presente, patrocinadores e o CEO do patrocinador oficial do campeonato que estava aqui fazendo um tour nesta hora. Ele prejudicou a imagem do esporte como um todo, gritou dentro da área profissional e invadiu área dos juízes. O Filipe foi muito agressivo, antiprofissional, quebrou e infringiu várias regras do código disciplinar da WSL. Foi um caso bem sério - contou o comissário da WSL, Renato Hickel.

    Segundo Hickel  no caso do atleta não concordar com alguma decisão, pode contestar a decisão dos juízes, no entanto é necessário seguir um protocolo após o heat. Pode perguntar quais os critérios que foram utilizados para julgar as ondas e até pedir para rever o momento da polémica. No entanto este protesto tem de ter a autorização dos comissários. Foi o que aconteceu no último sábado com o americano Nat Young, que perdeu o 12º e último heat do terceiro round com o australiano Owen Wright.

    Os protestos de atletas e treinadores têm sido uma constante no Circuito Mundial nos últimos meses. Em Bells Beach, o técnico do havaiano Ezekiel Lau, Jake Paterson, reclamou com os juízes após a marcação de uma interferência num heat justamente contra Filipe Toledo, no round 4. O treinador foi punido com multa, sendo que o mesmo pode ser suspenso até o fim da temporada se cometer algum outro ato de indisciplina até o fim do ano.

    Nesta semana, o comitê disciplinar da WSLmultou e suspendeu o sul-africano Sebastian Williams por três meses devido a um ato de indisciplina (não divulgado pela entidade) na disputa do Buffalo City Surf Pro, um QS1.000 em East London, na África do Sul. O surfista de 17 anos também teve de pagar uma multa. No ano passado, Williams venceu o King of Groms em Fernando de Noronha.

    No ano passado, o pai e treinador de Gabriel Medina, Charles Saldanha, discutiu com a comissão técnica da etapa portuguesa e acabou por ser suspendido no início deste ano (lê artigo completo aqui), tendo ficado de fora na Etapa Australiana. O francês Jeremy Flores foi outro atleta a cometer um ato de indisciplina no Circuito Mundial. Em 2014, ele discutiu com os juízes após derrota com o havaiano Sebastian Zietz em Jeffreys Bay (África do Sul) e foi punido com multa e suspenso por um mês. O atleta só conseguiu continuar na elite quando se voltou a classificar através do (QS) na Triple Crown, no fim do ano.

    Foto- Daniel Smorigo e Poullenot/WSL

    Fonte - GloboEsporte

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

Tags
  • filipe toledo
  • wsl
  • surf
  • Competição
  • Oi Rio Pro
  • suspenso
  • suspensão
  • Toledo
pub
similar News
similar
julho 15
Portugal defende título europeu em Santa Cruz
julho 17
Santa Cruz no radar do Nacional de Bodysurf
julho 17
Portugueses convidados para prova de ondas grandes no Brasil
julho 17
Gregos querem punir turistas que apedrejaram peixe-espada
julho 17
Alforreca gigante avistada por mergulhadora
julho 17
Liga MEO Surf no top dos eventos mais reputados em Portugal
julho 17
Mais de 30 tartarugas encontradas mortas em praias no Brasil