Homepage

powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O atleta além de perder a próxima etapa, também será multado!
  • Consultem aqui o report de ondas para esta semana!

    A WSL acabou de suspender Filipe Toledo da etapa de Fiji, de 4 a 16 de junho, pelo acto de insdisciplina devido à sua atitude de sábado passado, após ser eliminado pelo americano Kanoa Igarashi na terceira fase do Rio Pro, em Saquarema. Toledo não concordou com a decisão de interferência de remada e foi pedir satisfações aos juízes após o heat. Enquanto protestava, o surfista tentou invadir uma área onde não é permitida a presença de atletas, tendo de ser contido por seguranças.

    - Sou um cara passional e surfar é a minha vida. Depois de uma interferência no calor do round três, em Saquarema, eu fiquei chateado. Eu perdi a cabeça e estou muito envergonhado pelo meu comportamento. Quero me desculpar com os fãs, meus patrocinadores, a mídia e a WSL. E assumir a plena responsabilidade por minhas ações e aceitar a minha suspensão. Estou decepcionado ao perder o próximo evento, mas ansioso para voltar mais forte para Jeffreys Bay (de 12 a 23 de julho). Boa sorte a todos em Fiji e obrigado a todos pelo apoio – contou Toledo num comunicado divulgado pela WSL.

    O comunicado diz que o surfista também será multado, mas ainda não foi divulgado oficialmente em quanto.

    - Ele prejudicou a imagem do surfe tremendamente, estava a imprensa presente, patrocinadores e o CEO do patrocinador oficial do campeonato que estava aqui fazendo um tour nesta hora. Ele prejudicou a imagem do esporte como um todo, gritou dentro da área profissional e invadiu área dos juízes. O Filipe foi muito agressivo, antiprofissional, quebrou e infringiu várias regras do código disciplinar da WSL. Foi um caso bem sério - contou o comissário da WSL, Renato Hickel.

    Segundo Hickel  no caso do atleta não concordar com alguma decisão, pode contestar a decisão dos juízes, no entanto é necessário seguir um protocolo após o heat. Pode perguntar quais os critérios que foram utilizados para julgar as ondas e até pedir para rever o momento da polémica. No entanto este protesto tem de ter a autorização dos comissários. Foi o que aconteceu no último sábado com o americano Nat Young, que perdeu o 12º e último heat do terceiro round com o australiano Owen Wright.

    Os protestos de atletas e treinadores têm sido uma constante no Circuito Mundial nos últimos meses. Em Bells Beach, o técnico do havaiano Ezekiel Lau, Jake Paterson, reclamou com os juízes após a marcação de uma interferência num heat justamente contra Filipe Toledo, no round 4. O treinador foi punido com multa, sendo que o mesmo pode ser suspenso até o fim da temporada se cometer algum outro ato de indisciplina até o fim do ano.

    Nesta semana, o comitê disciplinar da WSLmultou e suspendeu o sul-africano Sebastian Williams por três meses devido a um ato de indisciplina (não divulgado pela entidade) na disputa do Buffalo City Surf Pro, um QS1.000 em East London, na África do Sul. O surfista de 17 anos também teve de pagar uma multa. No ano passado, Williams venceu o King of Groms em Fernando de Noronha.

    No ano passado, o pai e treinador de Gabriel Medina, Charles Saldanha, discutiu com a comissão técnica da etapa portuguesa e acabou por ser suspendido no início deste ano (lê artigo completo aqui), tendo ficado de fora na Etapa Australiana. O francês Jeremy Flores foi outro atleta a cometer um ato de indisciplina no Circuito Mundial. Em 2014, ele discutiu com os juízes após derrota com o havaiano Sebastian Zietz em Jeffreys Bay (África do Sul) e foi punido com multa e suspenso por um mês. O atleta só conseguiu continuar na elite quando se voltou a classificar através do (QS) na Triple Crown, no fim do ano.

    Foto- Daniel Smorigo e Poullenot/WSL

    Fonte - GloboEsporte

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

Tags
  • filipe toledo
  • wsl
  • surf
  • Competição
  • Oi Rio Pro
  • suspenso
  • suspensão
  • Toledo
pub
similar News
similar
maio 20
Surf no 7º Congresso de Treinadores de Portugal
maio 20
Acidente na Praia da Calada tira vida a pescador
maio 19
Jovem talento português vence final mundial do GromSearch
maio 18
Liga MEO Surf – Tomás Fernandes e Yolanda Sequeira vencem o Porto Pro
maio 17
Liga MEO Surf – Performances excelentes e muitas surpresas no dia inaugural do Porto Pro
maio 17
Surfistas em “luta” pela onda de Porto Dinheiro
maio 16
Reino Unido vai ter mais uma piscina de ondas artificiais