Homepage

  • Petróleo: Avanços na Costa Alentejana e Vicentina
    04 maio 2017
    arrow
    arrow
  • Sabe-se que a Galp também foi contactada e até agora... não disse nada.
  • Depois de ter sido aprovada por unanimidade, uma Moção contra a Prospeção e Exploração de Petróleo na Costa Sudoeste de Alentejo e Algarve, o Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa admitiu liminarmente a providência cautelar interposta pela Câmara Municipal de Odemira.

    A admissão tem efeitos suspensivos nos trabalhos que foram adjudicados ao consórcio ENI/Galp, de acordo com o título de utilização privativa do espaço marítimo nacional (TUPEM) emitido a 11 de Janeiro de 2017.

    Agora, serão ouvidas todas as partes para que seja tomada uma decisão: ou a providência é rejeitada, ou é aceite e o furo exploratório é suspenso definitivamente.

    José Alberto Guerreiro, presidente da Câmara Municipal de Odemira, confessou à Sábado sua "satisfação e optimismo". "O juiz apreciou os termos e acções que reivindicamos como injustas e lesivas do ponto de vista ambiental e administrativo, e admitiu liminarmente a providência cautelar. Não significa que seja deferida de vez: não foi rejeitada, e os argumentos usados foram admitidos", explica Guerreiro.

    A providência foi interposta no Tribunal Administrativo e Fiscal de Beja a 27 de Abril e daí, foi transferida para o Tribunal Administrativo lisboeta, visto que o sítio a perfurar fica a mais de 41 quilómetros da costa. O furo Santola 1x fica a 46,5 quilómetros de Aljezur. Agora, depois de apreciados os argumentos da Câmara de Odemira serão ouvidos o Estado (como a Direcção-Geral dos Recursos Marítimos, o Ministério do Ambiente e o Ministério da Economia) e o consórcio Eni/Galp, adianta o autarca.

    José Alberto Guerreiro pretende "encerrar um processo lesivo para a região", que atrai muitos turistas, e concede a exploração de energias limpas, como as do sol e vento. Esta é a primeira providência cautelar submetida após a emissão da TUPEM.

    Sabe-se que a Galp também foi contactada e até agora, não disse nada.

    A redação do Beachcam.pt aproveita para congratular todos os autarcas, membros de associações, cidadãos individuais e tantos outros que têm lutado constantemente e com todas as forças a fim de tentar travar este "atentado" à saúde do Nosso Mar!

    Acompanhem o desenrolar do processo através da ASMAA ou do ALA.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Fonte: Sábado Fotografia: Município de Aljezur

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Galp
  • eni
  • furo
  • Petróleo
  • sines
  • CM Odemira
  • aljezur
  • alentejo
  • SW Alentejano
  • Costa Vicentina
  • Parque Natural do SW Alentejando e Costa Vicentina
  • Algarve
  • hidrocarbonetos
  • Aquecimento global
  • Poluição
  • Natureza
  • ambiente
  • mar
  • Oceano
  • Praias
  • DGRM
  • José Alberto Guerreiro
similar News
similar
outubro 22
Surf Clube de Viana faz história! É a primeira instituição do mundo a receber o certificado STOKE Melhores Práticas
outubro 22
Frontón King: Joel Rodrigues diz adeus à prova da categoria Open
outubro 22
Praia do Peneco alvo de 'intervenção porfunda'
outubro 22
Praia do Dragão Vermelho acolhe etapa única do Nacional de Longboard de 2021
outubro 23
Bodyboard: Conta de Instagram da IBC foi hackeada
outubro 22
Algarve eleito o 'Melhor Destino de Praia da Europa'
outubro 22
Heat draw definido para a finalíssima do Nacional de Surf Esperanças Sub-18