Homepage

  • João Aranha Presidente da FPS esclarece tudo
    08 março 2017
    arrow
    arrow
  • Estivemos à conversa com o Presidente da Federação Portuguesa de Surf
  • No meio de tanta controvérsia faltou o parecer do Presidente da Federação Portuguesa de Surf, fomos então falar com João Aranha para saber qual a sua posição oficial não só quanto a esta, mas também sobre outras questões pertinentes:

    BC- O Garrett MacNamara foi convidado pelo estado português para representar Portugal, ou partiu do mesmo, a vontade de participar neste projeto?

    JA - No início do ano a Federação Portuguesa de Surf foi abordada por um Ministério sobre um projeto que o poderia incluir junto da comitiva Olímpica. Nessa altura foi dado o parecer da FPS, em que demonstramos não ser interessante para a estratégia definida para 2020. Ficámos com a convicção que a nossa posição teria ficado clara. Porém, nestes últimos dias fomos surpreendidos por várias entrevistas onde o próprio fala sobre a possibilidade de se tornar num embaixador da modalidade e do país nos Jogos Olímpicos 2020, algumas na imprensa escrita, outras nos canais de televisão.

    BC- Quem faz parte da equipa que lidera o projeto dos Jogos Olímpicos?

    JA - Temos uma equipa técnica muito completa com excelentes resultados internacionais. Ainda em dezembro a Seleção Nacional Júnior foi campeã da Europa de uma forma categórica, com 12 dos 14 atletas a subir ao pódio, em que 4 foram campeões europeus. Além dessa equipa, um departamento médico de referência e, claro, toda uma Direção da FPS dedicada a garantir sucesso nos programas Olímpicos.

    BC- Qual é a estratégia que Portugal quer apresentar nos jogos olímpicos?  Auto-promoção do país ou demonstrar resultados competitivos e a qualidade dos nossos atletas e surf?

    JA - O nome de Portugal está cada vez mais forte na modalidade do Surf e os Jogos Olímpicos são uma excelente oportunidade para mostrar a qualidade dos nossos atletas e, assim, reforçar a imagem do país no mundo desportivo. A estratégia para Tóquio vai basear-se, sobretudo, nas boas prestações que os nossos atletas podem e vão alcançar na prova olímpica. Obviamente que as missões olímpicas são, regra geral, uma mostra do que somos e fazemos, pela voz dos nossos atletas, dirigentes e técnicos.

    BC- Não são os eventos internacionais como o Campeonato do Mundo em Peniche ou as ondas grandes da Nazaré que servem para promover Portugal e as suas ondas?

    JA - Também são, mas Portugal vai muito além do Campeonato do Mundo ou da Nazaré. Os atletas portugueses participam, ao longo do ano, em diversas provas que, um pouco por todo o lado, permitem levar o nome de Portugal mais longe. Por isso, qualquer um dos nossos atletas é um fantástico embaixador das modalidades da FPS.

    BC- O Garrett MacNamara é a figura pública que levou mais longe a Praia do Norte e a Nazaré, mas não estarão as entidades oficiais a confundir as coisas?

    JA - Isso não compete à FPS comentar, o que podemos dizer é que temos uma estratégia definida e somos soberanos nas nossas decisões. O próprio COP está perfeitamente alinhado connosco.

    Agradecemos desde já a disponibilidade e as respostas esclarecedoras.

    Se ainda têm dúvidas, McNamara esclarece mal entendido...

    Foto - Record / Pedro Simões

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

     

Tags
  • joao aranha
  • FPS
  • federacao portuguesa surf
  • Toquio 2020
  • Surf
  • Jogos Olímpicos
  • Garret McNamara
  • Portugal
pub
similar News
similar
janeiro 22
Tempestade Glória provoca ondulação inédita no Mediterrâneo
janeiro 22
Procuram-se voluntários para a reflorestação do Pinhal de Leiria
janeiro 22
Nuno 'Stru' Figueiredo ao ataque em Supertubos (Vídeo)
janeiro 22
Inscrições abertas para o fecho do Circuito de Bodyboard do Ericeira Surf Clube
janeiro 22
Costa Este americana vai receber nova piscina de ondas
janeiro 22
Kikas recebe homenagem na Gala do Desporto de Cascais
janeiro 21
Potente gás com efeito de estufa está a aumentar na atmosfera