Homepage

  • Vídeo de poluição no Rio Tejo torna-se viral
    09 fevereiro 2017
    arrow
    arrow
  • Arlindo Consolado Marques é guarda prisional e, no concelho de Mação, onde reside, é conhecido como 'guardião do Tejo'
  • "Acho mesmo que mataram o nosso Rio Tejo”. A indignação de um habitante de Mação que já corre a internet.

    É nas redes sociais que Arlindo Consolado Marques dá a conhecer uma realidade que considera alarmante: a poluição no Rio Tejo, que diz estar “a morrer” de dia para dia.

    “Só me apetece chorar. Acho mesmo que mataram o nosso Rio Tejo. As águas estão negras, mesmo muito negras, estou desesperado por não o conseguir salvar, mesmo apesar da vossa ajuda que foi muita, pois eu sem vocês nesta causa não era nada”, escreveu o guarda-prisional e amante do meio ambiente na sua página no Facebook..

    O vídeo que acompanha esta publicação foi feito esta quarta-feira e conta perto de quatro mil partilhas, mais de mil likes e duas centenas de comentários em tom de lamento. “Lamentável. Se o Tejo chegasse a Lisboa assim, talvez já tivessem tomado uma atitude”, lê-se na resposta dada por uma das utilizadoras.

    Veja aqui a previsão de ondas para este fim de semana!

    Ao vídeo de que lhe damos conta seguem-se vários outros, no mesmo tom crítico em relação àqueles a quem Arlindo chama de “assassinos”. “O que vamos fazer a partir de hoje? Eu acho que o principal poluidor não tem intenções de abrandar. E existem muitos cúmplices, desta situação ter chegado a este ponto. Só me apetece gritar ASSASSINOS, ASSASSINOS, ASSASSINOS”, lê-se na publicação.

    Arlindo Consolado Marques é guarda prisional e, no concelho de Mação, onde reside, é conhecido como “guardião do Tejo”, como deu conta a Antena 1 numa reportagem transmitida em setembro de 2016. 

    Como se esta história já não bastasse, nos últimos dias encontraram-se partículas radioactivas da central de Almaraz a chegarem ao rio Tejo.

    Águas registam níveis de trítio superiores às detectadas noutros rios do país, segundo o Laboratório de Segurança Radiológica. A 100 quilómetros da fronteira, o caudal tem mais 80% deste tipo de partículas.

    Os efeitos do funcionamento da central nuclear de Almaraz, embora dentro dos parâmetros considerados normais para a vida humana, sentem-se em Portugal, nas águas do rio Tejo, é o que mostram os resultados da vigilância radiológica ambiental do país a cargo do Laboratório de Protecção e Segurança Radiológica (LPSR).

    As concentrações de partículas radioactivas, resultantes do funcionamento de centrais nucleares (césio, estrôncio e trítio), “são muito baixas [a nível nacional] e situam-se frequentemente abaixo dos valores da actividade mínima detectável, com excepção do rio Tejo, onde os valores de trítio são superiores ao valor normal, mas sem significado do ponto de vista dos efeitos radiológicos”, destacam os autores do último relatório anual sobre os níveis de radiação ambiental a que a população portuguesa está exposta. O documento foi divulgado no ano passado, é relativo ao ano de 2014, e é o mais recente com o retrato do país.

    Acidente em central nuclear francesa junto ao mar!

    Os dados da recolha mensal de amostras de água em Vila Velha de Rodão, Valada do Ribatejo e no rio Zêzere e da recolha anual no Douro, Mondego e Guadiana, indicam por exemplo, que a água do rio Tejo chega a Valada do Ribatejo com cerca de 80% menos de trítio do que quando passa em Vila Velha de Rodão, a localidade portuguesa mais próxima da central. Pelo caminho, o caudal do rio vai diluindo a concentração destas partículas radioactivas, por isso ligadas à actividade da central espanhola que precisa das águas do rio internacional para arrefecer os seus reactores.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • ambiente
  • Poluição
  • rio tejo
  • Ferreira do Zêzere
  • lisboa
  • viral
  • vídeo
  • Arlindo Marques
  • Almaraz
pub
similar News
similar
maio 23
Afinal, o verão poderá não ter temperaturas anormais
maio 23
Sexta-feira é dia de greve pelo clima!
maio 22
LUTA PELO SEGUNDO LUGAR DECIDE-SE EM CARCAVELOS
maio 22
O espanhol Marcos Tapia vence o International Adaptive Surf Open
maio 22
Mais de 10 toneladas de lixo todos os anos na costa açoriana
maio 22
Baleias são esperança na luta contra o cancro
maio 22
Melhor praia fluvial da Europa fica no Alentejo