Homepage

  • O futuro aponta para o desenvolvimento e criação de pranchas de surf completamente sustentáveis
  • Um grupo de surfistas da Universidade de San Diego acaba de dar um salto potencialmente enorme na criação de pranchas sustentáveis, tendo criado uma prancha com um blank (bloco) feito de algas.

    O potencial das algas começa a ser descoberto gradualmente, já era utilizado como fertilizante nos campos há muitos anos atrás, agora começa a ser visto com novos olhos, como para ser utilizado na alimentação e também para criação de pranchas de surf.

    Como surfistas que somos e com a preocupação que temos pela conservação do meio ambiente e em especial o mar, torna-se um contrassenso utilizarmos pranchas fabricadas através de combustíveis fósseis....

    No entanto aproximam-se mudanças. A equipe, liderada pelo professor de biologia Stephen Mayfield, uniu-se à Arctic Foam, maior fabricante da América do Norte de blanks de surf para criar a prancha. Para terem a certeza de que estão a fazer as coisa em condições, recrutaram o lendário surfista Rob Machado para os ajudar com o projeto.

    Os blanks (blocos) das pranchas de surf são atualmente feitas exclusivamente de poliuretano, um plástico derivado do petróleo que tem uma pegada de carbono bastante grande. Mas como Mayfield explicou a Phys.Org: "O petróleo é óleo de algas. É apenas fossilizado, 300 milhões a 400 milhões de anos de idade e enterrado no subsolo. "

    O especialista em algas, que já surfa há 45 anos, trabalhou com um professor de química, assim como com os seus alunos para encontrar uma maneira de extrair o óleo de algas e transformá-lo em um composto químico que se comporta quase exatamente como o poliuretano.

    "Como surfistas, mais do que qualquer outro desporto, estamos totalmente ligados e imerso no ambiente oceânico", disse Mayfield. "E a ligação a esse ambiente é concretizada através de um pedaço de plástico feito a partir de combustíveis fósseis." "Isso mostra que ainda podemos desfrutar do oceano, mas fazê-lo de uma forma ambientalmente sustentável." E embora nem todos os aspetos desta prancha tenham sido feitos de uma forma completamente sustentável, facilmente poderão ser no futuro, de acordo com Mayfield. "No futuro, acreditamos que a prancha será 100 por cento feita de forma sustentável - a fibra de vidro tal como a resina no exterior virão de um recurso renovável".

    Resta saber se os fabricantes de pranchas começarão a fabricar blanks feitos de algas, e pranchas 100% sustentáveis ​​comercialmente, mas o desenvolvimento aponta para um futuro brilhante como fabrico de pranchas de surf ambientalmente amigáveis, dependerá em muito dos custos de desenvolvimento da tecnologia e das matérias primas.

    Fonte - We are surfers

    Foto - Disrupt 

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Sustentabilidade
  • Sustentável
  • Ecologia
  • pranchas ecologicas
  • Rob Machado
  • reciclagem
similar News
similar
setembro 21
Save The Waves Film Fest Azores Tour chega ao Pico
setembro 20
Joana Schenker vai ajudar a limpar a Praia da Mareta
setembro 20
Finalíssima de Trestles foi o dia de competição mais visto de sempre em provas WSL
setembro 20
Inscrições reabertas para a etapa inaugural do Circuito de Surf do Ericeira Surf Clube
setembro 20
Maior do que a Antártida: assim está o tamanho do buraco na camada de ozono
setembro 20
Surfistas femininas insurgiram-se no Bom Petisco Peniche Pro
setembro 19
Nacional de Bodyboard: Pierre-Louis Costes e Filipa Broeiro triunfam no Cabedelo